WQS foi até Java para encontrar altos tubos e as melhores ondas do ano (VÍDEO)

f185c4a097bcca4cc380d9a988ee95fd
Jovens de todo o Mundo foram até Java para desfrutar de condições perfeitas. Foto: WSL


O Hello Pacitan Pro terminou este fim-de-semana com o triunfo do jovem prodígio indonésio Rio Waida. E se para muitos adeptos do surf mundial esta frase pode não dizer grande coisa, as imagens provam que estamos na presença num dos eventos do ano da WSL e com as melhores ondas já vistas até ao momento no circuito de qualificação.

 

Tratou-se apenas de um QS1000, o mais baixo da hierarquia do WQS, mas acreditem que foi um dos melhores eventos do ano. Primeiro porque marcou a estreia do circuito em Java, depois porque os surfistas encontraram altas ondas e tubos incríveis pela frente, onde prevaleceu o talento do pequeno Waida.

 

Não será mesmo descabido dizer que talvez sejam as melhores ondas do circuito de qualificação deste ano. Foi numa espécie de slab de esquerdas, que ao longo dos anos se tornou famoso nas revistas de surf, que a competição decorreu, sendo que a ação foi premium.

 

Pena que muitos surfistas prefiram andar a competir nos beahc breaks franceses, ao invés de irem apanhar as ondas de uma vida nesta fabuloso spot de Java. Mas foi assim, sem nomes de cartaz mas com muito talento jovem, que decorreu o Hello Pacitan Pro. E quem aproveitou foram os abençoados que lá estiveram.

 

Dessa forma, Waida confirmou o potencial que já havia demonstrado quando venceu uma competição da Quiksilver destinada aos melhores groms do Mundo. Com os jovens a dominarem o evento, destaque para na final o talentoso indonésio ter batido um surfista... sueco. Foi a segunda prova da carreira no WQS para Kian Martin e terminar com um 2.º posto não é mesmo nada mau...

 



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS