Magia em Keramas! Terá o melhor heat do ano acontecido num QS1000?

Keramas

Keramas explica a razão de ser uma das melhores ondas do planeta!


Pode ter apenas o estatuto de QS1000 mas o nível é de etapa do WCT, tanto pelas ondas, como pelos competidores. Keramas, que há bem pouco tempo recebeu uma etapa do World Tour, recebe por estes dias um evento do WQS que está a dar que falar. As ondas têm estado clássicas e as disputas muito intensas. Tanto que até já se classificou um dos heats como o melhor do ano na WSL...

 

O heat 4 da 3.ª ronda do evento indonésio marcava a estreia de Taj Burrow em competição, ele que havia vencido as duas últimas edições do evento. O ex-top do WCT fez uma breve pausa na sua aposentadoria e regressou ao ativo. Mas pela frente teve dois jovens talentos australianos. E foram mesmo eles a passar. Mickey Wright e Jack Robinson deram show nos tubos desta onda de alta performance de Bali e deixaram o "cota" pelo caminho.

 

As pontuações foram impressionantes. Wright somou 18,10 pontos. Já Robo fez um 10, terminando com um score de 17,90. Taj também esteve em bom nível, acabando eliminado com 15,25 pontos, deixando o indonésio Pepen Hendrick (9,30) no último posto. Mas se as pontuações são incríveis, então o vídeo do heat é alucinante.

 

 

O Komune Bali Pro é mesmo o candidato a um dos eventos do ano do WQS, mesmo tendo apenas cotação 1000. Basta ver que a estes nomes juntam-se ainda os de Sebastian Zietz e Adriano de Souza, ambos qualificados para os quartos-de-final. Kai Otton, Mitch Crews ou Dean Morrison foram outras das estrelas presentes, mas, tal como Mickey Wright e Jack Robinson, não chegaram às finais, o que demonstra bem o nível.

 

O único defeito desta prova é só a falta de um webcast, pelo que nos temos de contentar com as imagens que vão surgindo pela internet.

 



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS