PALP reúne-se com Secretário de Estado do Ambiente

11102961 1422980024682553 6036684758496291867 n

Foto: PALP


Press release - A Plataforma Algarve Livre de Petróleo (PALP) reune-se esta segunda-feira, dia 28 de março, às 15h00, em Lisboa, com o Secretário de Estado do Ambiente, e no dia 30 de março, às 14h00, é recebida na Assembleia da República, nos termos da lei de petições, para uma audição sobre a petição Petição 5/XIII-1ª.*

 

Nesta reunião e audição, a PALP vai expressar a sua preocupação com a exploração de hidrocarbonetos na costa algarvia, exigindo a discussão urgente, e transparente, de uma questão fraturante e, ainda, envolvida em secretismo, que vai afetar o bem-estar da população, os ecossistemas e vários sectores económicos da região.

 

A PALP pretende igualmente conhecer a posição deste ministério em relação à prospecção e exploração de hidrocarbonetos no Algarve.

 

Relembramos que, a 23 de fevereiro deste ano, a PALP reuniu com o Secretário de Estado da Energia, que declarou que as preocupações desta plataforma eram também as suas e que estas iam ser levadas em conta. Afirmou ainda que este Governo quer retomar a "aposta firme" nas energias renováveis e nas políticas de eficiência energética.

 

Esta mesma "aposta" foi esta semana reforçada pela Ministra do Mar, Dra. Ana Paula Vitorino, aquando da sua visita à Universidade do Algarve, onde realizou diversos encontros no âmbito da divulgação da ciência, tecnologia e inovação. Para a Ministra, o Algarve é um exemplo na Economia do Mar cujo cluster é preciso divulgar de forma a potenciar o crescimento económico da região e do país.

 

Na PALP partilhamos da mesma opinião que a sra. Ministra: importa inovar e investir nos jovens investigadores e empreendedores, bem como no trabalho em rede ou até na criação de um «Observatório do Atlântico». Mas, acrescentamos, que esta visão não se coaduna com a exploração de hidrocarbonetos na nossa região.

 

A verdade é que os anteriores Governos concederam direitos de prospeção, pesquisa, desenvolvimento e produção de hidrocarbonetos (petróleo e gás natural) em terra (incluindo os territórios da Reserva Natural Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António, do Parque Natural da Ria Formosa, do Parque Natural Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, e ainda dos Sítios de Importância Comunitária Barrocal, Monchique, Cerro da Cabeça e Ria de Alvor) e no oceano, ao largo de quase toda a costa algarvia (mapa de concessões e os contratos estão disponíveis em www.palp.pt).

 

Esta decisão político-económica, ainda em vigor, é de enorme gravidade, se tivermos em conta que os cidadãos do Algarve não foram consultados neste processo e que o mesmo afetará a vida de tudo e de todos.

 

A indústria petrolífera para pesquisar hidrocarbonetos (no estado gasoso ou liquido) serve-se de várias técnicas num processo que envolve várias fases e que pode ter uma grande variedade de efeitos muito negativos no ambiente.

 

Apesar disso, em Portugal, as prospeções e pesquisas têm sido realizadas sem qualquer tipo de estudo ou avaliação do impacto ambiental. Para além disso, todo o processo tem sido conduzido de uma forma que não se nos afigura transparente. Em anexo enviamos um pequeno resumo sobre estas actividades e alguns dos seus possíveis impactos.

 

Numa altura em que por todo o mundo as energias renováveis mostram a sua elevada capacidade de substituir os combustíveis fósseis a curto/médio prazo, é impensável que um país não produtor como Portugal inicie o processo a longo prazo que é extrair petróleo e gás natural. Principalmente tendo em conta que estes são um dos grandes responsáveis pelo aquecimento global e pela degradação de ecossistemas fundamentais para a população humana.

 

A intenção de procurar novos lugares de extração assenta num modelo energético ultrapassado e gravoso, seja em que zona do planeta for.

 

Defendemos, por isso, que não é possível dar o aval a uma política insustentável de exporação de combustíveis fósseis, que nunca vez parte da história do nosso país e que acarreta inúmeros impactos e riscos ambientais, e pretender, em simultâneo, abraçar as energias renováveis.

 

*A 17 de novembro de 2015, a PALP entregou uma petição na AR com mais de 7000 assinaturas exigindo a discussão urgente da exploração de hidrocarbonetos no Algarve e ao abrigo das competências constitucionais, legais e regulamentares que cabem a este órgão, requereu a sua intervenção urgente para não permitir a prospeção e exploração de petróleo e gás nesta região.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS
GRID LIST
13263827 1598727057107848 8613664589569657209 n

PALP apela à contestação contra sondagem na Costa Vicentina

Perfuração será efetuada a 46,5 quilómetros da costa vicentina. Foto: PALP
Sesso esclarecimento Praia das Macas copy

Praia das Maçãs recebe sessão de esclarecimento sobre a Exploração de Gás e Petróleo

Sessão irá decorrer no Clube Recreativo da Praia das Maçãs. Foto: Divulgação
13178717 10207080505227265 6187389379648450015 n

Surfista denuncia descarga ilegal de esgoto na onda de Santa Catarina, na Terceira

Água da Praia da Vitória ficou com cor avermelhada. Foto: Daniel Maiato/Facebook
DSC00137

Chicama tornou-se na primeira onda do Mundo protegida por lei

Esquerda peruana é uma das ondas mais compridas do globo.
2b43bf814f6a42a4241fd9e45276f3e0

WSL Pure: World Surf League investe 1,5 milhões para a pesquisa dos oceanos

Chegou a hora de retribuir o que o mar nos tem oferecido ao longo dos anos.…
Campanha RasgaOContrato

Plataforma Algarve Livre de Petróleo reúne-se com o Secretário de Estado do Ambiente

PALP quer ajudar a salvar o Algarve da exploração de petróleo e gás natural.…
2015-11-02 11-17-30

Grandes ideias: Surfistas inventam balde que pretende filtrar a poluição do mar

Andrew Turton e Pete Ceglinski foram os mentores deste aparelho "inteligente".
El Niño em janeiro  NOAA

El Niño, o Monstro de Duas Caras

Aspeto do efeito do El Niño em janeiro. Foto: NOAA
PEEL0024

O plano de Surf Management da Papua Nova Guiné – Vídeo

Um paraíso algures na Oceânia. Foto: Chirs Peel/White Horses
FOTO DE ABERTURA RB 20111214 0074 BELICHE SAGRES

Alerta vermelho no Algarve: operação de sondagem de gás e petróleo alarma surfistas

Estará em risco uma das mais belas (e lucrativas) surf zones de Portugal e da…
12299017 725835520884583 1155350375 n

Mar de Lama tóxica em Regência: Tragédia ambiental faz soar o alarme no Brasil

A onda de Regência é apenas um dos muitos locais afetados pela chegada da lama…
II8A7195

Surfistas presos após manifestação contra obras nas dunas de Montauk

Surfistas não pretendem baixar os braços nesta "guerra".
562287610cf2bf1ee22edd25

Petroleiro encalhado na Baía de Cascais não levanta problemas ambientais

Cargueiro ficou encalhado ao largo de Cascais durante mais de 24 horas. Foto:…
Screen Shot 2015-07-26 at 10

SOS – Salvem o Surf e Carolina Pereira na Global Wave Conference

Evento decorre entre 11 e 15 de outubro no Reino Unido. Foto: Divulgação
bloompad

Apresentado o primeiro deck à base de algas

Aparência e desempenho prometem ser iguais aos pads mais tradicionais.
AZURA

Havai usa energia das ondas para tornar-se 100% autossustentável

A Azura, uma máquina de 45 toneladas, já se encontra instalada no fundo do mar…
polvo

Skeleton Sea celebra Dia do Oceano com escultura inédita

Peça criada a partir de lixo recolhido nas praias da Ericeira será a “guardiã”…
ks

Kelly Slater confronta SeaWorld em conferência anual

A oposição de Kelly Slater à utilização de mamíferos marinhos para…

FOTOGALERIAS