O SOL DA CAPARICA a festejar a diferença entre 11 a 14 de agosto

Sol da Caparica 2016

Foto: Divulgação


Press release - O mar e o sol, a proximidade de Lisboa e a música que mais nos diz a todos, o espírito de celebração da língua que nos dá identidade, a oferta diversificada em termos de estilos, de gerações, de linguagens: cabe muita coisa debaixo d'O Sol da Caparica. E este ano vai caber ainda muito mais num programa que é cada vez mais múltiplo e diverso.

 

O festival, que conhecerá a sua terceira edição nos próximos dias 11, 12, 13 e 14 de Agosto, tem os pés bem fincados no sólido terreno da música portuguesa e tem mostrado trabalhos dos mais importantes nomes da nossa cena musical, não esquecendo a língua que atravessa o oceano e nos liga ao Brasil e a África.

 

A perspectiva feminina tem sido importante na história d'O Sol da Caparica e, claro, absolutamente decisiva nos novos caminhos da música portuguesa. A presença no cartaz de nomes como Marta Ren, Deolinda, Aurea ou Ana Moura é um reflexo da variedade e da riqueza do actual panorama musical português: alma e tradição, classe e sofisticação. Não queremos que vos falte nada. Nem sons para dançar, nem canções para quem se quer apaixonar.

 

Este ano, o Sol da Caparica voltará a apostar na inovação e promete uma série de importantes novidades que serão desvendadas ao longo dos próximos meses: na programação dedicada aos mais novos, nos desportos radicais, na relação com as artes urbanas e, claro, no projeto Debaixo da Língua que nos leva ao debate com uma série de importantes artistas, autores e técnicos sobre o grande terreno comum que o português nos oferece a todos.

 

Com passe a 35 euros, bilhetes diários a 15 euros e um programa com mais de 3 dezenas de artistas que levarão até à Caparica novos espectáculos, vários deles em estreia absoluta. Ficamos à espera de todos!


BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS