A tocha olímpica já chegou ao Brasil e Gabriel Medina foi dos primeiros a transportá-la

13139307 10153900169734930 6212963157957371085 n

Gabriel teve a honra de ser dos primeiros a tocar na tocha em solo brasileiro. Foto: Rio'2016

 

Estamos já a menos de 100 dias do arranque dos Jogos Olímpicos de 2016 e a tocha Olímpica chegou esta terça-feira ao Brasil. Mas o que isso nos interessa se o surf nem é um desporto olímpico? Bem verdade. Contudo, nem esse facto impediu de o comité organizador escolher o campeão mundial de 2014 Gabriel Medina para ser um dos primeiros desportistas a transportar o objeto.

 

Tudo aconteceu ontem nas ruas de Brasília. A tocha chegou à capital brasileira e cumprirá agora um trajeto de 3 meses até chegar ao Rio de Janeiro, onde no dia 5 de agosto será acesa a pira olímpica. Para esta receção à tocha foram escolhidas 10 personalidades, na sua grande maioria desportistas olímpicos.

 

A escolha de Medina para esta ocasião demonstra bem o estatuto de estrela que o surfista de Maresias possui no desporto brasileiro. Ao mesmo tempo também é visto como um grande passo do surf no seio do olimpismo. É este verão que se fica a saber se o surf irá incluir a lista de desportos olímpicos já para os Jogos de 2020, em Tóquio.

 

Gabriel Medina recebeu a tocha das mãos da pugilista Adriana Araújo (medalha de bronze em Londres 2012) e depois foi entregá-la à jogadora de voleibol Paula Pequeno (bicampeã olímpica). Entre os 10 escolhidos para serem os primeiros a carregar a tocha, destaque ainda para a presença de uma jovem refugiada síria, de apenas 12 anos.

 

Agora a tocha irá percorrer cerca de 300 cidades brasileiras e mais de 12 mil personalidades irão carregá-la. Entre os escolhidos para o resto do percurso está também a longboarder brasileira Chloé Calmon.


BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS