Caos no Equador: Surfers for a Roof pedem ajuda internacional de todos os surfistas

13000276 10154168817584874 425101985457567912 n

Sismo de sábado matou mais de 500 pessoas e destruiu inúmeras casas.


O sismo que abalou o Equador no passado foi uma das maiores catástrofes naturais que se abateu naquele país da América do Sul nos últimos 60 anos. Mais de 500 pessoas morreram e foram incalculáveis os prejuízos materiais. Esta madrugada de quinta-feira a terra voltou a tremer e os prejuízos continuam a aumentar, enquanto os equatorianos anseiam por ajuda internacional.

 

É isso que se passa também em Canoa, uma pequena vila costeira, na província de Manabi, a mais afetada pelo terramoto. Por lá está um grupo de surfistas oriundos de várias partes do globo. São eles que estão a ajudar as pessoas afetadas, tentando iniciar a reconstrução da vila. Mas precisam urgentemente de mais ajuda vinda do exterior.

 

Por isso, lançaram um pedido para a restante comunidade surfista mundial, de forma a conseguirem angariar todo o tipo de ajuda. Quer seja comida, material ou dinheiro. Eddie Salazar, um antigo campeão de surf do Equador é quem está na liderança do grupo e sublinha que a maior urgência é conseguir donativos para comprar 200 tendas.

 

Neste momento são inúmeras as pessoas sem teto nesta pequena vila conhecida pelas suas ondas. A prioridade passe por conseguir alojá-las em tendas momentaneamente. Segundo o grupo comunicou, alguém já fez uma doação de 100 tendas, faltando ainda metade para conseguirem arranjar abrigo para todos os necessitados.

 

O grupo precisa ainda de 2 geradores, 2 bombas de água, cabos, luzes, transformadores, lençóis, almofadas, material de cozinha, material para construir cozinhas e casas de banho e, acima de tudo, dinheiro. A situação é caótica e qualquer donativo poderá fazer a diferença. Os interessados em ajudar monetariamente terão de entrar em contacto para os seguintes endereços: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .


BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS