Portugal vai marcar presença pela primeira vez no Mundial de Surf Adaptado

23472460 10155127162293494 4184076300436277808 n

Nuno Vitorino demonstra estar a postos para a estreia em La Jolla. Pic Frame: Ricardo Bravo

 

Nuno Vitorino foi o surfista escolhido para compor a comitiva portuguesa que vai marcar presença na terceira edição do Mundial ISA de Surf Adaptado, que se realiza já na próxima semana, em La Jolla, na Califórnia, nos Estados Unidos. Esta vai ser, assim, uma participação histórica para a Federação Portuguesa de Surf, uma vez que se trata da estreia das cores nacionais neste evento.

 

Entre 29 de novembro e 3 de dezembro, centenas de surfistas adaptados oriundos de mais de 20 países vão lutar pelo ouro em várias categorias nesta prova organizada pela Associação Internacional de Surf (ISA). Entre eles vai estar Nuno Vitorino, antigo nadador paralímpico, que assume o desejo de chegar à final na categoria assistida.

 

"Há mais de dois anos que estamos a trabalhar para chegar ao Mundial de surf adaptado, finalmente conseguimos", começou por dizer João Aranha, presidente da Federação Portuguesa de Surf, num comunicado feito através da agência Lusa. "É muito bom para esta vertente da modalidade. Independentemente do resultado, a presença de um atleta português é já uma vitória e um reconhecimento do esforço que muitos têm feito", frisou.

 

"Os objetivos da federação passam por fazer o melhor possível, sendo que é uma participação histórica. No entanto, como já treino há dois anos para isto e tenho um passado que fala por mim em termos competitivos, sabendo lidar bem com os momentos de pressão, o meu objetivo é chegar à final. Vou lá para ir à final. Se as circunstâncias me vão permitir lá chegar é outra coisa. Mas o meu objetivo é esse", vincou Nuno Vitorino à SURFPortugal.

 

Como prova de que esta não é uma mera participação representativa, Nuno Vitorino garante que já estudou tudo ao pormenor para a estreia. "Já fiz um estudo prévio. A onda [em La Jolla] é um pouco cheia, parecida com a da Costa de Caparica, no meio da praia. Temos treinado lá e experimentado vários tipos de prancha, até porque ali o que vai contar muito é o material. A onda é cheia e pequena, embora tenha algumas partes cavadas", explicou aquele que vai ser o primeiro surfista português a participar no Mundial de surf adaptado.

 

O presidente da FPS explicou que Nuno Vitorino, de 40 anos, foi escolhido depois de observações feitas pela equipa técnica nacional, liderada por Miguel Moreira. O líder federativo destacou ainda o apoio do Instituto Português do Desporto e Juventude, semelhante ao disponibilizado para as restantes seleções nacionais de surf, e do Comité Paralímpico de Portugal.

 

Entre as várias categorias em competição, Nuno Vitorino vai entrar na categoria assistida, que é dirigida a surfistas que dependem de ajuda na água para surfar. Dessa forma, o assistente de Nuno Vitorino vai ser João André, sendo Bernardo Abreu o treinador nacional que vai orientar a dupla fora de água. A partida da comitiva portuguesa, que engloba também o presidente João Aranha, está marcada para dia 27 deste mês, próxima segunda-feira. A cerimónia de abertura do evento acontece a 29 de novembro e a competição arranca no dia seguinte.


BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS