O SOL DA CAPARICA também é das crianças - 14 de Agosto!

gonçalo silva

Foto: Gonçalo Silva

 

Press release - Os mais pequenos têm dia especial pelo terceiro ano consecutivo. O dia 14 de Agosto vai ser mágico n'O Sol da Caparica.


Depois do enorme êxito que foi o dia dedicado aos mais novos nas duas edições anteriores, O Sol da Caparica volta a consagrar uma jornada inteira às crianças no seu cartaz. Um novo conceito, uma programação musical especial, novas brincadeiras e muitas surpresas esperam pelas famílias para um dia em que os pequenitos se vão divertir que nem gente grande.

 

Canções de Roda, Lengalengas e Outras Que Tais por um quarteto de peso.

 

É uma encomenda d'O Sol da Caparica a: Ana Bacalhau, vocalista dos Deolinda, Samuel Úria, Sérgio Godinho e Vitorino. Um já semeou salsa ao reguinho, outro é amigo do Gaspar e os que restam ainda se lembram de todas as canções que entoavam no recreio. Juntos, Ana Bacalhau, Samuel Úria, Sérgio Godinho e Vitorino representam diferentes gerações do melhor que a música portuguesa ofereceu ao mundo. São todos autores de canções memoráveis que perduram na memória coletiva. E juntos, em palco, vão meter toda a pequenada a cantar a uma só voz. A ocasião promete! São as Canções de Roda, Lengalengas e Outras Que Tais que todos conhecem, na voz de artistas que todos aplaudem. Prepare-se para uma viagem às canções tradicionais dos nossos avós temperadas por algumas canções mais recentes dos autores. Direção Musical de Filipe Raposo e a participação especial do coro infantil da Academia de Música de Almada.

 

A Monstrinha que os mais pequenos adoram

 

A Monstra, mostra de cinema de animação, tem uma edição especial no âmbito do Sol da Caparica pensada especialmente para os mais novos. É uma selecção especial de filmes que abordam temáticas que muito dizem aos mais pequenos e que são sempre uma importante parte da experiência de todos os miúdos - e das famílias que os acompanham - no Sol da Caparica: filmes divertidos, que apelam à imaginação, que fazem pensar, que educam e que distraem. Às vezes, tudo isto de uma só vez. E são quase duas centenas! Uma monstruosidade!

 

A arte que envolve o lixo

 

Serão cerca de duas dezenas de artistas ligados ao graffiti e à street art que terão por missão transformar outros tantos contentores de lixo cedidos pela Câmara de Almada. Estas autênticas obras de arte estarão depois expostas pelo recinto do Sol da Caparica, juntamente com outros contentores que já foram intervencionados em edições anteriores do festival. É outra maneira de fazer passar o trabalho destes valorosos criadores que vão transformando a nossa paisagem Urbana. Há mesmo o caso de Regula, popular artista de hip hop que fez questão de ter um destes caixotes no palco consigo aquando da sua passagem pelo Sol da Caparica: o referido caixote está hoje exposto na "Pente Fino", a sua barbearia de Lisboa.

 

A nova geração vista pelo veterano António Pinho

 

António Avelar Pinho escreveu para a Filarmónica Fraude e para a Banda do Casaco, acompanhou de perto a explosão rock dos anos 80 tendo trabalhado com gente como Rui Veloso ou Taxi e mantém-se activo e atento até aos dias de hoje. Sobre a nova geração: "Conheci o B Fachada e o Samuel Úria há pouco tempo", explica António Pinho. "Foi nos bastidores do S. Luiz onde fui assistir à homenagem à Dina e ao nosso "Dinamite", LP para que escrevi a quase totalidade das letras e cuidei da produção. Penso o melhor deles e tive a oportunidade de o manifestar. São dois músicos que, mais dia, menos dia, estarei a contactar para deitarmos conversa fora, como gosto de classificar os bons momentos em que se fala de música e canções".


BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS