SURFaddict cumpriu mais um ano a espalhar sorrisos pelas nossas praias – Fotogaleria

 MG 8873

O stoke está sempre presente em cada onda deslizada. Foto: André Ryder/SURFaddict

 

O ano de 2015 foi mais um em que a SURFaddict correu o país de Norte a Sul com o intuito de dar a oportunidade a várias pessoas com deficiência de ter sentir o prazer de deslizar numa onda. Um trabalho que já começou há alguns anos e que cada vez se torna mais sólido. Num total de 9 eventos espalhados por toda a costa, a Associação Portuguesa de Surf Adaptado distribuiu milhares de sorrisos. E, afinal, é mesmo esse o resultado pretendido destas sessões especiais de surf.

 

"O nosso lema [Não queremos saber se é difícil, apenas se é possível] espelha bem o nosso objetivo", começa por dizer-nos Nuno Vitorino, surfista e presidente da SURFaddict. "Nós só queremos dropar ondas, surfar, estar no mar, mas essencialmente fabricar sorrisos", sublinha, antes de fazer um balanço positivo do ano que chega ao fim: "O ano correu extremamente bem. Tínhamos programados sete eventos e acabámos por fazer nove".

 

"Tivemos mais de 300 sorrisos dentro de água. Isso dá-nos motivação para fazer mais e melhor, uma vez que todos juntos estamos a inspirara e motivar vidas", salienta. Mas a SURFaddict não se quer ficar por aqui e já prepara o ano de 2016, para o qual Nuno Vitorino tem um grande desejo. "O futuro passa por um progresso para a competição. Estamos a trabalhar nisso e esperamos que seja para breve", concluiu.

 

Para resumir melhor o trabalho louvável desta instituição, preparámos algumas imagens sobres estas sessões especiais que decorrem durante todo o ano e ao longo da costa. As legendas ficaram a cargo de Nuno Vitorino. Como o próprio diz, "o surf não se faz apenas em pé". Aqui está a prova disso. "Stoke" é coisa que não falta nesta fotogaleria e isso diz tudo sobre o surf adaptado em Portugal.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS