Kolohe Andino deu um toque californiano ao Guincho – Slideshow dinâmico

RB 20151004 0221

Kolohe aprecia o belo troféu que leva de Cascais para casa. Foto: Ricardo Bravo/Moche

 

O dia estava ameaçado por uma tempestade, mas a festa até foi bem colorida no Guincho. Em tons vermelhos, azuis e brancos. Os salpicos fizeram-se sentir, mas só mesmo os fabricados por Kolohe Andino, cada vez que agredia as junções que se cruzavam com ele. E quando não era assim, ganhava asas e voava bem alto para que todos na praia conseguissem ver bem o seu domínio. A vitória da estrela norte-americana foi sem espinhas, completamente justa.


Após a primeira vitória da carreira num QS1000, Kolohe festejou efusivamente com os seus brothers, também eles protagonistas deste campeonato. Os irmãos Pat e Tanner Gudauskas e Evan Geiselman fizeram questão de ajudar a colorir ainda mais as festividades, ajudando a aumentar ainda mais esses tons californianos no Guincho. Com uma temporada bem desastrada no Tour, Andino garantiu pelo WQS a sua continuidade na elite mundial. Por isso, tinha todo o direito de festejar.


Num dia em que as condições nem sempre foram fáceis, mas onde os verdadeiros artistas souberam contornar o problema, foi precisamente Kolohe a terminar com as esperanças nacionais logo no heat inaugural, eliminando Vasco Ribeiro. A partir daí foi mais do mesmo. Do mesmo a que já tínhamos assistido desde a 1.ª ronda. Ninguém conseguiu travar a galopada triunfante do Brother. E está tudo aqui retratado com algumas das melhores imagens deste Allianz Billabong Pro Cascais.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS