Frederico Morais trava ímpeto de Vasco Ribeiro e conquista o Allianz Sintra Pro

Frederico Morais Praia grande

Kikas fez uma prova em crescendo e chegou até ao segundo triunfo da temporada. Foto: Pedro Mestre/ANSurfistas

 

Praia Grande ao rubro, com toques de verão, com Frederico Morais a conquistar o Allianz Sintra Pro, a quarta e penúltima etapa da Liga Moche 2016. Este foi o segundo triunfo da temporada para o campeão nacional ao título e teve o condão de baralhar totalmente as contas à partida para a grande decisão do circuito.

 

Para vencer na Praia Grande, Kikas teve de travar a impressionante cavalgada de Vasco Ribeiro. O tricampeão nacional foi, sem qualquer margem para dúvidas, o surfista do evento, limpando todas as rondas até à final. Contudo, no frente-a-frente com o amigo e grande rival de geração, acabou por falhar a conquista da sua primeira etapa esta temporada.

 

Para se ter noção do domínio exercido por Vasco ao longo do evento, antes do início da final o surfista da Praia da Poça tinha na sua posse as cinco melhores ondas e os cinco melhores scores do evento, ele que havia disputado precisamente cinco heats até ali chegar. Mas, por sua vez, Frederico foi tendo uma exibindo em crescendo ao longo do fim-de-semana e soube guardar o melhor para o final.

 

Duelos renhidos

 

Foi já perto do meio-dia que o dia final arrancou e decorreu sempre ao ritmo de duelos muito intensos e disputados. Logo na primeira bateria José Ferreira venceu Pedro Henrique, que mesmo travado no evento, tinha garantido já a passagem para a liderança do circuito. As únicas exceções acabaram mesmo por ser os triunfos de Frederico e Vasco frente aos juniores Jácome Correia e Dylan Groen, respetivamente, pois nesta ronda ainda houve uma disputa intensa entre Miguel Blanco e Tiago Pires, com o mais velho a usar a sua vasta experiência para ganhar o heat perto do final.

 

Nas meias-finais a todas manteve-se e no primeiro heat foi José Ferreira que começou mais forte. No entanto, Zé teve dificuldade em encontrar um bom backup e Kikas foi dando a volta aos acontecimentos, gerindo depois com mestria até ao final. Na segunda meia-final foi também Saca a entrar melhor, com Vasco a dar a volta já na parte final da bateria. No último minutos ainda houve uma reposta do único surfista português a ter estado no World Tour, que ainda chegou a fazer pairar a sensação de nova reviravolta, mas a vitória acabou por sorrir ao mais jovem, que garantira ali a conquista da Allianz Triple Crown.

 

Com um novo swell a sentir-se já a chegar à Praia Grande, a organização decidiu fazer uma pausa de algumas horas e esperar por uma altura mais adequada parra o grande espetáculo da final. E foi a todo o gás que a ação começou. A primeira troca de ondas foi equilibrada. Kikas superiorizou-se ligeiramente graças a um belo aéreo, mas estava tudo em aberto. Contudo, uma onda 8,65 pontos do campeão nacional acabou por fazer a diferença. Até final, Vasco não conseguiu repetir as notas que vinha a fazer até aqui e teve de se contentar com a 2.ª posição.

 

Seis na disputa

 

No final Kikas salientou a dificuldade que foi enfrentar Vasco Ribeiro. "Sabia que ia ser uma final muito difícil contra o Vasco porque ele foi o surfista que melhores pontuações fez durante toda a etapa. Foi uma boa final e com boas ondas. Foi um fim-de-semana exigente mas acabou por ser ótimo", frisou, antes de lançar a luta pelo título: "Ainda está tudo em aberto, pode acontecer muita coisa. Só sei que vou dar tudo para ganhar o título, mais ainda por a etapa se ir decidir em minha casa, em Cascais".

 

Com este desfecho as contas do título ficaram completamente baralhadas. Apesar de só ter subido até ao 5.º posto com este segundo triunfo da época, Frederico está em boa posição para ser novamente campeão, uma vez que falhou uma etapa que serve de descarte. Pedro Henrique está na liderança e parte na frente da disputa, é certo. Mas, para além de Kikas, Pedrinho terá ainda a concorrência de Vasco, Saca, Zé Ferreira e Filipe Jervis na última etapa, que se realizará em Cascais, em outubro. Um final de temporada que promete ser em grande.

 

Resultados finais da prova:

 

Final masculina: Frederico Morais 16.40 vs Vasco Ribeiro 14.65;
Final feminina: Carol Henrique, 10.75 vs Carina Duarte, 6.6;
Allianz Triple Crown: Carol Henrique e Vasco Ribeiro;
Ramirez Júnior Award (sub16 feminino): Beatriz Santos;
Renault Expression Session: Pedro Henrique;
Sintra Best Surfer: Leonor Fragoso e João de Macedo;



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS