Liga Moche: Ondas do Norte complicam a vida aos tops e causam a primeira surpresa

vasco ribeiro leça

Tricampeão nacional não conseguiu encontrar ondas em Leça para mostrar o seu talento. Foto: Pedro Mestre/ANS


Arrancou esta sexta-feira o Sumol Porto Pro, a terceira etapa da Liga Moche 2016, com a ondulação na Praia de Leça a dificultar bastante a vida aos surfistas. Neste que parecia ser o melhor dos três dias da janela de espera em relação às previsões do mar, as pontuações andaram longe do excelente e houve mesmo já uma baixa de peso.

 

O tricampeão nacional Vasco Ribeiro foi surpreendido na 2.ª ronda e complica as contas na luta pelo título. O grande responsável por este "big upset" foi Ivo Cação. O surfista da Figueira da Foz está assim de regresso às fases mais avançadas de uma etapa da Liga, sendo um dos 16 surfistas que este sábado lutam pela qualificação para os quartos-de-final man-on-man.

 

Outra das surpresas foi a aparição em cima da hora de Gony Zubizarreta, ele que é o líder do circuito. O surfista galego não estava inicialmente inscrito, mas acabou por rumar ao Porto e entrar na prova, conseguindo mesmo o melhor score do dia, com 14,05 pontos, conseguidos logo no seu heat da ronda inaugural.

 

Outros dos destaques foram Filipe Jervis, que venceu o heat 2 da 2.ª ronda com 13,50 pontos, Pedro Henrique que somou 14 pontos nos dois heats que disputou esta sexta-feira, e ainda Frederico Morais, que se estreou também com 14 pontos, garantindo depois novo triunfo na ronda seguinte. O campeão nacional mostrou-se em boa forma para atacar a liderança do circuito e seguir na luta pela revalidação do título da etapa e do circuito.

 

Apesar de não terem apresentado performances na casa da excelência, Tiago Pires, Eduardo Fernandes e João Guedes, que compete em casa, foram os outros surfistas que venceram os respetivos heats, tanto na ronda inaugural como na 2.ª ronda. Guilherme Fonseca, Pedro Coelho, João Kopke, Marlon Lipke, Ruben Gonzalez, Pedro Boonman, José Ferreira e Tomás Fernandes são os surfistas que completam o lote dos 16 finalistas.

 

Nas raparigas completou-se a ronda inaugural, sendo que a bicampeã nacional Teresa Bonvalot foi a surfistas que mais se destacou, com 11,40 pontos, ou não estivesse a competir num palco onde costuma dar-se muito bem por tradição. A penichense Carolina Santos, Camilla Kemp e Carol Henrique foram as outras vencedoras dos heats, sendo que Mariana Garcia, Inês Silva, Tânia Oliveira e Inês Bispo juntam-se também a elas na próxima fase.

 

Depois da maratona de hoje, onde se realizaram um total de 28 heats, a prova regressa à água este sábado, esperando-se que o mar desça ainda mais um pouco, o que complicará bastante a vida aos surfistas. Tal como hoje, a escolha de ondas terá uma importância extrema, pelo que se prevê grandes duelos já a partir da 3.ª ronda masculina.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS