Liga Moche: Frederico Morais e Carol Henrique conquistam o Allianz Caparica Pro

Carol e Kikas Caparica copy

Carol e Kikas brilharam no pódio. Foto: Pedro Mestre/ANS

 

Dois vencedores. Dois guiões distintos. Frederico Morais e Carol Henrique foram os grandes vencedores do Allianz Caparica Pro, a segunda etapa da Liga Moche 2016. Os surfistas do Guincho foram os que mais se destacaram na tempestade do dia final na Praia do CDS. De um lado, o campeão nacional regressou em grande ao circuito nacional e repetiu o triunfo alcançado no ano passado nesta prova. Já Carol estreou-se a vencer na Liga.

 

Com apenas quatro heats - equivalentes a duas horas de competição - reservados para este dia final, a organizou colocou a prova na água ainda antes das 8 horas, de forma a tentar antecipar-se à forte chuva prevista para o final da manhã. As condições estiveram complicadas e exigentes para, mas os surfistas conseguiram a espaços dar a volta à situação. Sobretudo os dois campeões da etapa.

 

Na primeira bateria do dia Kikas não deu qualquer hipótese a José Ferreira. A final estava garantida para o atual campeão nacional, que corria atrás do prejuízo depois de não ter estado presente na prova inaugural, na Ericeira. Na outra meia-final Filipe Jervis parecia determinado em conseguir dar sequência à surpreendente vitória de ontem nos quartos-de-final frente a Saca, mas Gony Zubizarreta usou a sua experiência internacional para virar a disputa já bem perto do final.

 

Gony conseguia repetir a final alcançada na primeira etapa, que acabaria por vencer. Enquanto estes dois talentosos surfistas de tarimba internacional esperava pelo grande duelo, foi já sobre alguma chuva que Teresa Bonvalot e Carol Henrique discutiram a final feminina. Teresa até conseguiu a melhor onda da final, com um 6,25, mas não conseguiu encontrar muitas mais oportunidades na lotaria que estava o mar.

 

Carol aproveitou o facto da bicampeã nacional em título não estar em sintonia com o mar para se manter bastante ativa e assim ir tentando encontrar algo para lhe dar alguns backups. A surfista lusa brasileira acabou por conseguir um score de 10,75 pontos, suficientes para bater os apenas de 7,35 de Carol. Um triunfo com bastante significado para a irmão de Pedro Henrique. Para além de ter sido a primeira vitória na Liga Moche, ainda conseguiu igualar Camilla Kemp na liderança do ranking.

 

"Estou muito contente", começou por dizer Carol. "Queria muito vencer aqui. Claro que queremos sempre vencer, mas esta semana eu tinha metido na cabeça que ia ganhar. Treinei muito e tentei perceber como funcionam as ondas e as marés aqui na Costa. Surfei com uma prancha que era do meu irmão [Pedro Henrique] e gostei muito. A minha estratégia foi estar bem ativa na bateria e apanhar muitas ondas porque o mar não estava fácil", revela.

 

Chegava a vez dos homens, numa fase em que a chuva caía já com alguma força. Foi num cenário de tempestade que Kikas usou toda a sua força para garantir uma performance de excelência, não dando muito espaço ao seu adversário. Com um trajeto em crescendo ao longo do campeonato, foi na final que Kikas atingiu o seu momento mais alto, somando 16,20 pontos (8 + 8,20) e deixando Gony em combinação durante grande parte do heat.

 

Só já perto do final o surfista galego conseguiu voltar à luta, graças a uma onda de 6,85 pontos. Mas já não havia muita coisa a fazer. Zubizarreta não se conseguiu encontrar com o mar da mesma forma que Kikas e a vitória do surfista português teve tanto de merecida como de tranquila. Apesar da derrota na final, é Gony Zubizarreta quem prossegue na liderança do ranking da Liga Moche. Mas Frederico Morais está de regresso e em grande forma.

 

"Não há melhor maneira de entrar na Liga Moche 2016", sublinhou Frederico. "Ao início custou-me por causa do frio, ao qual não estava habituado porque estive três meses na Austrália. Mas foi um bom campeonato. Na final apanhei muitas ondas porque acho que, neste tipo de mar, o truque é apanhar tudo o que mexe e procurar a melhor onda. Foi essa a minha estratégia nos heats de hoje e resultou perfeitamente. Agora é ver como correm as próximas etapas e espero continuar este momento", concluiu.

 

A próxima etapa da Liga MOCHE será no Porto, entre os dias 13 e 15 de Maio.

 

Resultados finais da prova

 

Final masculina: Frederico Morais, 16.90 vs Gony Zubizarreta, 11.90 ;

 

Final feminina: Carol Henrique, 10.75 vs Teresa Bonvalot, 7.35 ;

 

Líderes da Allianz Triple Crown: Gony Zubizarreta e Camilla Kemp/Carol Henrique;

 

Ramirez Júnior Award (sub18 masculino): João Moreira;

 

Renault Expression Session: Leon Glatzer;

 

Almada Best Surfer: Lourenço Alves e Beatriz Santos.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS