Liga Moche: Encontrados os finalistas do Allianz Caparica Pro após dia intenso

Jervis Air reverse Caparica

Filipe Jervis protagonizou o momento do dia, eliminado Saca com este incrível aéreo. Foto: Pedro Mestre/ANS

 

A ação começou bem cedo na Caparica e terminou já ao final da tarde. Pelo meio realizaram-se três rondas femininas e três masculinas, numa intensa e longa jornada que ajudou a definir as finalistas e os semifinalistas deste Allianz Caparica Pro, a segunda etapa da Liga Moche. Um sábado que proporcionou algumas surpresas, sobretudo pelo facto de os dois portugueses melhor classificados do ranking já não estarem em prova.

 

Vasco Ribeiro e Tiago Pires foram duas das "vítimas" dos quartos-de-final man-on-man, sendo também a prova de que o circuito está cada vez mais renhido e com um nível bem acima da média. Até porque as surpresas já haviam começado em rondas anteriores, com nomes sonantes a não conseguirem evitar percalços pelo caminho.

 

As raparigas foram as primeiras a entrar na água e logo no primeiro heat do dia, Carina Duarte ficava pelo caminho de forma bastante surpreendente. A bicampeã nacional foi superada pelas jovens Beatriz Santos e Leonor Fragoso, que acabou por ser mesmo a grande sensação do dia, ao conseguir, já a meio da tarde, uma vaga entre as quatro semifinalistas do evento.

 

Já ao final do dia a organização optou por colocar na água as meias-finais femininas, numa altura em que a maré cheia e o backwash complicavam a vida aos surfistas. Teresa Bonvalot garantiu o triunfo na primeira meia-final após um duelo bem renhido com a líder do ranking Camilla Kemp, decidido por apenas 0,35 pontos. Leonor Fragoso acabaria eliminada no último heat do dia, depois de Carol Henrique alcançar a melhor performance da etapa até ao momento. Com 17 pontos (8 e 9), a surfista luso-brasileira deixou o aviso à bicampeã nacional em título para a final de amanhã.

 

Final antecipada antece surpresa

 

Do lado masculino vimos nomes como Ivo Cação, Ruben Gonzalez, Francisco Alves, João Guedes ou João Kopke a caírem logo na 2.ª ronda. Na fase seguinte foi a vez de Marlon Lipke e Pedro Henrique serem eliminados de forma algo surpreendente. Também eliminado nesta fase ficou a novidade alemã nesta etapa, o jovem Leon Glatzer. Para além do 9.º posto final, os seus aéreos ainda lhe permitiram conquistar a Renault Expression Session.

 

As melhores ondas do dia chegavam por esta altura, com uma esquerda longa que surgiu ao canto da praia do CDS. Tiago Pires era dos que melhor aproveitava essa "dádiva", mostrando um surf bem vertical e feroz. Contudo, as condições mudaram um pouco nos quartos-de-final e isso também se reflectiu nos scores. No primeiro heat José Ferreira acabou por bater Tomás Fernandes por apenas 0,05 centésimos.

 

Zé vai agora enfrentar na primeira meia-final Frederico Morais. O campeão nacional está de regresso à Liga Moche em grande estilo e depois de falhar a etapa inaugural teve de correr atrás do prejuízo aqui na Caparica. E conseguiu fazê-lo com um triunfo frente a Vasco Ribeiro, num dos heats mais emocionantes do dia. Vasco esteve desencontrado com o mar e acabou por não conseguir fazer frente a Kikas.

 

A seguir à eliminação do número dois, veio a ainda mais surpreendente eliminação do número 3. Saca começou a bateria por cima e foi mantendo a liderança ao longo do tempo. Já perto do final conseguiu encontrar uma bela esquerda, onde executou uma série de manobras bem afirmativas, somando um 7,75. Contudo, no último minuto deu-se o golpe de teatro, com Filipe Jervis, que já havia eliminado Pedrinho, a acertar um incrível aéreo reverse de frontisde. Com os 8 pontos recebidos garantia a reviravolta no heat.

 

Por fim, Gony Zubizarreta teve de se aplicar para bater o jovem Miguel Blanco. Uma luta renhida que acabou por cair para o lado do galego. Gony está a começar a temporada em grande nível e, depois de já ter vencido na Ericeira, amanhã enfrenta Filipe Jervis na luta pela vaga em mais uma final. Com o call marcado novamente para bem cedo (7H30), espera-se um dia final rápido e intenso.

 

Destaque ainda para João Moreira, que ganhou o Ramirez Júnior Award - nesta etapa foi atribuído ao melhor surfista sub18 masculino na prova. Última nota para o local Lourenço Alves que, por ter sido o melhor surfista de Almada em prova no Allianz Caparica Pro, ganhou o prémio Almada Best Surfer, atribuído pela Câmara Municipal de Almada, no valor de mil euros. Já a melhor surfista feminina de Almada foi Beatriz Santos, também premiada com mil euros.

 

Meias-finais masculinas:

 

H1: José Ferreira x Frederico Morais
H2: Filipe Jervis x Gony Zubizarreta

 

Final feminina:

 

H1: Teresa Bonvalot x Carol Henrique



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS