Gony Zubizarreta e Ivo Cação destacam-se no dia inaugural do Allianz Caparica Pro

Moche 149

Gony está a começar o ano a todo o gás. Foto: Moche

 

A segunda etapa da Liga Moche 2016 arrancou esta sexta-feira na praia do CDS, com as condições pela manhã a serem bem atrativas. Tanto que foi logo ao início do dia, e já depois da primeira ronda feminina ter sido disputada, que Ivo Cação proporcionou o melhor momento do dia, aplicando toda a sua elevada reputação de exímio tube rider para apanhar uma tubaça, que foi pontuada com 8,25 pontos.

 

O surfista da Figueira da Foz alcançou assim a segunda melhor onda do dia, mas também o segundo melhor score, conseguindo somar 13,25 pontos. Uma prestação que merece ainda mais crédito pelo facto de Cação não ter começado a etapa como top seed – no seu heat era o nortenho João Guedes a ter esse estatuto. Um grande começo para Ivo Cação e que abre o apetite para os próximos dias.

 

Com o mar a subir e a maré também, as condições ficaram piores ao avançar do dia. Dadas as circunstâncias foram poucos os surfistas a conseguirem aproximar-se da performance de Ivo Cação. Destaque para o triunfo de Tomás Fernandes (11,90), Vasco Ribeiro (12,25), Guilherme Fonseca (12,25) e do campeão nacional Frederico Morais (12,60), que faz na Caparica a sua estreia na Liga Moche deste ano.

 

Com algumas dificuldades à mistura, José Ferreira, Francisco Alves, Ruben Gonzalez, Tiago Pires, João Kopke, Filipe Jervis, Miguel Blanco, Pedro Henrique e Eduardo Fernandes foram os outros vencedores do dia. Tal como a grande surpresa Leon Glatzer, que no heat inaugural da ronda bateu Marlon Lipke. O jovem alemão, residente na Costa Rica, teve assim uma grande estreia no circuito nacional, onde compete pelas cores do Ericeira Surf Clube.

 

Só mesmo rente ao final do dia, no último heat da ronda, é que Gony Zubizarreta conseguiu superar o registo de Ivo Cação. O surfista galego deu assim continuidade ao triunfo alcançado na etapa inaugural da Liga Moche, na Ericeira. Gony conseguiu a melhor onda do dia, com um 8,80 pontos, graças às suas batidas sempre muito verticais, alcançando consequentemente o melhor score, com 14,05.

 

Os surfistas mais jovens também se voltaram a destacar, com João Moreira e Luís Perloiro e lideraram a cada vez mais evoluída brigada de juniores. Ambos passaram no 2.º posto, mas mostraram bom surf e conseguirem scores acima dos 10 pontos. Quem também seguiu em frente foi o jovem grom da Caparica, Guilherme Ribeiro.

 

Nas raparigas as principais favoritas cumpriram a sua tarefa e seguiram todas para a próxima fase. A local Inês Bispo foi a única top seed a não conseguir fazê-lo. A bicampeã nacional em título, Teresa Bonvalot, foi a única surfista a superar a barreira dos 10 pontos. Leonor Fragoso, Carina Duarte, Camilla Kemp, Carol Henrique e Mariana Garcia foram as outras vencedoras do dia.

 

Para amanhã o mar vai descer, o que poderá trazer condições melhores à Caparica. Um dia que se prevê intenso e cheio de espetáculo. Apesar de a prova masculino ir apenas para a 2.ª ronda, já se pode esperar grandes duelos. Basta olhar para o heat 2, onde Francisco Alves, José Ferreira, Marlon Lipke e João Guedes vão lutar por duas vagas para a 3.ª ronda, sendo certo já alguns upsets sonantes.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS