Liga Moche: Allianz Caparica Pro começa amanhã com Frederico Morais em prova

Frederico Morais Liga Moche Caparica

Kikas vai voltar à ação num local onde venceu no ano passado. Foto: Pedro Mestre/ANS

 

É já amanhã que arranca na Costa de Caparica a 2.ª etapa da Liga Moche 2016. Com a lista de heats a ser revelada esta quinta-feira são muitas as novidades visíveis nos heats draws. A principal é o regresso de Frederico Morais à competição. O campeão nacional falhou o evento inaugural na Ericeira, mas regressa agora para participar num evento que venceu no ano passado.

 

De resto, o Allianz Caparica Pro vai ser bastante concorrido. Situação que obrigou a ronda inaugural da prova feminina a ter seis heats ao contrário dos habituais quatro. Assim como a fazer dois heats de trials. E aí surgem algumas novidades. Destaque para a presença do talentoso jovem alemão Leon Glatzer, que está inscrito pelo Ericeira Surf Clube. Também da Ericeira chega o luso-brasileiro Filipe Teixeira e o britânico Arron Strong.

 

Registo ainda para a presença de outro luso-brasileiro, mas este vindo do Norte do país: Elohe Alvarez. Estes são alguns dos surfistas que vão lutar pelas quatro vagas ainda em aberto e que pela frente terão alguns dos melhores groms nacionais, como Joaquim Chaves, Afonso Antunes e Martim Paulino. Por outro lado, surgiu ainda uma dúvida de última hora, não sendo certa a presença do top João Kopke, devido a um problema num pé.

 

Heat Draw masculino:

 

Heat Draw Masculino Caparica

 

 

Heat Draw feminino:

 

Heat Draw feminino Caparica

 

 

Press release - Os melhores surfistas nacionais estão de regresso à competição já a partir das 8:00 de amanhã, 6ªfeira, para o Allianz Caparica Pro, segunda etapa da Liga MOCHE, que acontece até Domingo na Praia do CDS.

 

A principal novidade do Allianz Caparica Pro é o regresso à competição de Frederico Morais, atual campeão da Liga MOCHE, depois de ter falhado a primeira etapa na Ericeira. "A expectativa que tenho para 2016 é a de manter o título nacional obtido no ano passado. Certamente não será fácil mas estou focado não só na qualidade do meu surf, como também na minimização dos erros em cada heat. Até porque a Liga é uma boa plataforma de treino para as provas no estrangeiro. Por isso, não escondo a vontade de querer ganhar, sempre" referiu o surfista de Cascais.

 

Enquanto esteve na Austrália, Frederico confessa que "não consegui ver a etapa por completo mas vi os resumos diários nas redes sociais e deu para perceber o elevado nível de surf e a grande disputa pela vitória final. Adoro a onda de Ribeira D'Ilhas e confesso que me custou bastante faltar à etapa".

 

O surfista de Cascais não quis deixar de apontar o papel que a Liga terá na sua carreira daqui para a frente. "A Liga MOCHE é um circuito onde irei estar sempre presente dada a importância que tem para o surf português. A estrutura da Liga é equivalente a muitos eventos das World Qualifying Series, o que a torna num campo de treino incrível para nós surfistas. Isto para além de ser uma óptima plataforma para o lançamento de jovens talentos e para dar a conhecer o surf ao público em geral. Acredito que é da responsabilidade de cada um de nós, surfistas profissionais, ajudar nesta promoção e puxar pelo surf português ao máximo" explica o surfista.

 

Frederico inicia a batalha pela revalidação do título nacional no heat 6 do Allianz Caparica Pro contra Frederico Magalhães (Algarve), Manuel Morgado (Açores) e João Maló (Cascais). O líder do ranking da Liga MOCHE neste momento é Gony Zubizarreta (Ericeira) que se estreará em prova no heat 16 contra Francisco Duarte (Algarve), Miguel Marinho (Algarve) e outro surfista ainda por apurar vindo da ronda inaugural.

 

A actual campeã da Liga MOCHE, a cascalense Teresa Bonvalot, estreia-se em prova no heat 3 da categoria feminina contra Beatriz Giralt (Cascais) e Beatriz Santos (Caparica). Já a líder do ranking, Camilla Kemp (Cascais), vai surfar no heat 4 contra Francisca Veselko (Cascais) e Inês Silva (Cascais).

Nota especial ainda para os "wildcards" desta etapa encabeçados por João Antunes, ex-tricampeão nacional, por convite da Associação Nacional de Surfistas, e David Luís, ex-top nacional. A ele juntam-se ainda, a convite da Associação de Surf da Costa da Caparica, nos homens, Ivo Santos e Hugo Rosendo, e, nas senhoras, Mafalda Lopes. Por último, uma mensagem de rápidas melhoras para Nicolau von Rupp que estará mais uma vez ausente por lesão.

 

As previsões apontam para um fim-de-semana onde não irão faltar ondas, sendo que sexta-feira será o dia maior, com ondas na casa dos dois metros durante a manhã mas a cair em tamanho ao longo do dia. É esperada melhoria gradual para sábado.

 

Para além das actividades desportivas, o Allianz Caparica Pro verá acontecer uma série de iniciativas paralelas que vão animar a praia, como sessões de autógrafos, pinturas e personalização de pranchas, tshirts e skates no Random Spot do MOCHE, um conjunto de iniciativas de conselhos e segurança no mar trazido pela Allianz Seguros e ainda test drives do Renault Captur. Os principais momentos da agenda, que poderá ser alterada a qualquer momento, são os seguintes:

 

1º dia - Sexta-feira, 8 de Abril
08h00 - Call primeiro dia de competição
08h30 – Arranque da prova
10h00 – Jogo de Bubble Ball promovido por Renault
12h00 – Palestra Safe Surf promovida pela Allianz Seguros

 

2º dia - Sábado, 9 de Abril
08h00 – Call segundo dia de competição (por confirmar)
12h00 – Campeonato Bubble Ball promovido por Renault
15h00 - Aulas de Surf gratuitas por MOCHE
16h00 – Renault Expression Session
16h30 – Sessão de Autógrafos promovida por MOCHE

 

3º dia - Domingo, 10 de Abril
09h00 – Call terceiro dia de competição (por confirmar)
12h00 – Aula de surf gratuita por Renault
15h00 – Finais do Allianz Caparica Pro
16h00 – Cerimónia de Entrega de Prémios do Allianz Caparica Pro

 

Para além dos títulos nacionais, o Allianz Caparica Pro é também a segunda etapa da Allianz Triple Crown, troféu interno da Liga MOCHE que no conjunto das provas com Naming Sponsor Allianz, irá distribuir mais de 6.000€ entre o vencedor masculino e a vencedor feminina. Encontram-se também em disputa o Ramirez Junior Award, que nesta etapa será atribuído ao melhor surfista sub18 masculino, e a Renault Expression Session, ambos atribuindo 2.500€ anuais, para além do Almada Best Surfer no valor de 1.500€. A premiação global da Liga Moche 2016 será superior a 80.000€ anuais.

 

Todas as etapas da Liga MOCHE têm transmissão em direto com toda a qualidade da fibra MEO via liga.moche.pt, app mobile Surf MOCHE e MEO Kanal 202020, juntando-se ainda os programas de antevisão e resumo na RTP1 e Bola TV.

 

A Liga MOCHE é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MOCHE, Allianz Seguros, Renault, Ramirez, Red Bull, o apoio local da Câmara Municipal de Almada, os parceiros oficiais RTP1, Cidade FM e GO-S.TV e os media partners Diário de Notícias, A Bola, Beachcam, SURFPortugal, ONFIRE, Surftotal e SAPO, e o apoio técnico da Federação Portuguesa de Surf e do Caparica Surfing Clube.

 



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS