Surfistas franceses dominam segundo dia do Junior Pro Espinho

Baia4980-EspiMasurel low

Competição está a chegar à fase decisiva em Espinho. Foto: WSL/Masurel

 

Press release - O Junior Pro Espinho, terceira etapa europeia do circuito mundial de surf júnior da WSL (World Surf League), voltou esta sexta-feira à Praia da Baía. A partir das 8h, novamente em boas ondas de meio metro a um metro, realizaram-se o segundo round feminino, as restantes baterias do segundo round masculino e metade do terceiro.

 

Entre os rapazes, os surfistas francófonos foram os que mais se destacaram, com vitórias na grande maioria das baterias hoje disputadas. O jovem taitiano Kauli Vaast continuou a mostrar o seu excelente nível, bem como Leo-Paul Etiene, Thomas Doumenjou, Mathis Crozon, Titouan Boyeur, Maixent Dudezert, Nanook Ballerin ou Thomas Debierre, o vencedor da primeira etapa deste ano.

 

Mas foi o espanhol das ilhas Canárias Luis Diaz Urrejola (vencedor da primeira bateria do terceiro round) o autor da melhor onda e do melhor score do dia, respectivamente 8,10 e 15,63 pontos em 10 e 20 possíveis. Urrejola foi seguido de perto por Leo-Paul Etiene (15 pontos), Thomas Doumenjou (14,10 pontos) e pelo seu compatriota Diego Suarez Diaz (13,33 pontos), o outro canário a vencer hoje uma eliminatória.

 

Destaque igualmente para o português Francisco Almeida, que venceu a sua bateria do terceiro round com autoridade, num heat onde outro português, João Moreira (Top 5 do ranking europeu), acabou eliminado, surpreendendo todos os que nele apostavam como favorito.

 

Outra surpresa – a eliminação do francês Marco Mignot, um dos destaques de ontem – foi também protagonizada por um português. Afonso Antunes, de 12 anos, bateu um dos surfistas que mais sobrancelhas levantou no primeiro dia, afirmando-se cada vez mais como uma força a considerar.

 

Além de Francisco Almeida e Afonso Antunes, passaram também as suas baterias Tiago Santos e Gabriel Ribeiro, respectivamente no terceiro e segundo rounds. Para trás, eliminados do Junior Pro Espinho, ficaram ainda Tomás Lacerda, João Vidal e Simão Penha.

 

A segunda fase feminina, disputada logo nas primeira horas da manhã, viu as cabeça-de-série dominar as suas baterias. A única excepção foi a surfista basca Maddi Aizpurua Garbayo, que ainda assim avançou em segundo lugar, atrás da holandesa Eveline Hooft, a grande surpresa do dia.

 

A campeã europeia em título, a francesa Juliette Brice, fez a melhor onda do dia (8,17 pontos); a portuguesa Teresa Bonvalot fez a segunda melhor onda (7 pontos); e a basca Ariane Ochoa, vencedora do Junior Pro Espinho 2015, foi a autora da melhor pontuação combinada (12,43 pontos).

Teresa Bonvalot é agora a única surfista portuguesa em prova, uma vez que Inês Bispo, Catarina Beirão, Carolina Santos, Mafalda Lopes, Camila Costa e Yolander Hopkins acabaram hoje eliminadas.

 

O Junior Pro Espinho recomeça manhã, novamente a partir das 7h45m, com as restantes oito baterias do terceiro round masculino.

 

O Espinho Surf Destination 2016 é uma organização da GPDESIGN Brand Communication e do Surf Atitude Clube, tendo como promotor a Câmara Municipal de Espinho, contando com o apoio do PraiaGolfe Hotel, Castros, Refer, CP, SuperBock e Vitalis, e tendo como media partners a RTP, FUEL TV, SURFPortugal, Vert, ONFIRE e Surftotal.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS