Lay day nas Fiji com grande swell no horizonte

917ec9e20041015f6a24307134bd2e7f

Espera pelos tubos promete ser grande. Foto: WSL


Após dos dois primeiros dias serem preenchidos com ação, ao terceiro dia de espera o Fiji Pro parou. O swell começou a descer em Cloudbreak e a organização da quinta etapa do World Tour optou por declarar lay day. Uma situação que deverá continuar pelos próximos dias.

 

"Tivemos dois dias bem agitados, onde realizamos as duas primeiras rondas, mas hoje não há muitas ondas", começou por dizer Renato Hickel, comissário da WSL. "Cloudbreak só está a oferecer ondas com cerca de um metro, que sobram da ondulação que está a ir embora. Voltaremos amanhã para observar as condições, frisou.

 

As primeiras previsões oficiais apontavam para algumas ondas no início da janela de espera, que proporcionaram uma competição razoável, havendo depois um grande período praticamente sem ondas. E é isso mesmo que se parece confirmar para o que resta desta semana.

 

Contudo, mesmo no final do período de espera começou a surgir um mega swell no horizonte, devido às tempestades que se estão a criar na zona das Fiji. O forecast oficial do evento frisa que pode ainda não ser certo, mas que o swell está a ser monitorizado e começa a comportar-se de forma positiva para aquilo que pode ser um final de grandes ondas.

 

O pico do swell está previsto para terça ou quarta-feira da próxima semana, dia 14 e 15, o que vai bater mesmo com o final do evento, cuja janela de espera termina a 17. Com a competição parada à entrada da 3.ª ronda, é bastante provável que ainda exista tempo para a organização esperar pelo tão aguardado swell. Até lá é pouco provável que a competição avance.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS