Santa Cruz vai receber etapa do WQS em julho; Circuito feminino de regresso aos Açores

AzorW-Buitendag Masurel 003 low

Quatro anos depois o circuito de qualificação feminino regressa aos Açores. Foto: ASP Europe

 

Se ainda estão na dúvida depois de ler o título, esclarecemos já que não se trata da mítica cidade californiana. É mesmo de Portugal que estamos a falar. Santa Cruz, em Torres Vedras, vai ser palco de uma etapa do WQS. As novidades no calendário do Tour continuam a surgir como pipocas e, desta vez, a surpresa calhou às ondas portuguesas.

 

Esta quarta-feira surgiu na página da WSL uma nova etapa masculina e feminina. Dessa forma, a praia da Física prepara-se para receber um QS1000 entre 20 e 24 de julho. O Pro Santa Cruz 2016 deverá estar assim integrado no Ocean Spirit, sendo que a data de realização coincide com os últimos dias do famoso festival local dedicado ao mar.

 

Esta novidade vem assim colmatar uma falha que há muito é apontada. Com inúmeras etapas de estatuto elevado no nosso país – em 2016 teremos um QS10000 em Cascais e um QS6000 nos Açores – faltava no calendário etapas de estatuto mínimo, de forma a permitir aos mais jovens surfistas que comecem a adquirir experiência internacional e também pontos para o ranking WQS.

 

Dessa forma, o Pro Santa Cruz 2016 deverá atrair inúmeros surfistas nacionais, dos mais jovens aos mais experientes, sobretudo aqueles que procuram amealhar pontos para começarem a ter uma posição no ranking e outros que procuram chegar aos lugares da frente. Esta etapa também deverá trazer muitos surfistas europeus até Santa Cruz.

 

Mas as novidades não se ficam por aqui, uma vez que há mais uma surpresa no calendário feminino. Os Açores vão voltar a ter uma etapa feminina, que se realizará em simultâneo com a prova masculina. Apesar de ser com um estatuto de QS1500, esta é uma boa notícia, pois permitirá às surfistas nacionais encontrar pontos preciosos.

 

São Miguel recebia habitualmente uma etapa mista, mas desde 2012 que tal não acontece. Na altura, Bianca Buitendag venceu o campeonato açoriano, garantindo a qualificação para o WWT, naquela que era a prova final do ano no WQS. Agora, o Azores Pro vai ter oportunidade de ver novamente o espetáculo do surf feminino.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS