Frederico Morais termina o QS6000 de Chiba no 17.º posto

972a8156c4dd12b1e86a38df14b75670

Shida Point recebeu um dia recheado de ação. Foto: WSL


Terminou este sábado a participação portuguesa no Ichinomiya Chiba Open, QS6000 que se disputa em Shida Point, no Japão. Frederico Morais era o resistente da armada lusa, mas acabou por ser eliminado na 5.ª ronda, num dia onde ficaram encontrados os surfistas que vão disputar os quartos-de-final da prova nipónica.

 

Depois de ter estado em grande nível no dia anterior, Kikas voltou a estar a um nível elevado. No entanto, o heat frente ao brasileiro Victor Bernardo e ao norte-americano Evan Geiselman foi bastante equilibrado, sendo que o português acabou eliminado por poucas centésimas. Geiselman somou 14,27 pontos e venceu o heat, com Bernardo (14,13) a também seguir em frente. Os 13,74 de Frederico foram assim insuficientes para evitar o adeus.

 

Kikas termina assim a sua participação nas ondas japonesas no 17.º posto, conseguindo amealhar 1.050 pontos para o ranking e ainda 2 mil dólares em prémio. Com este resultado é bem possível que o campeão nacional em título melhore o 15.º posto que ocupa atualmente no ranking do WQS. Frederico Morais prepara-se assim para atacar o primeiro QS10000 da temporada, que se realiza no final de junho em Ballito, na África do Sul, numa boa posição.

 

A prova avançou ainda para os oitavos-de-final, ficando definidos os oitos surfistas que se qualificaram para o dia final deste Ichinomiya Chiba Open. O facto de Evan Geiselman e Victor Bernardo se irem enfrentar nos quartos-de-final diz bem da qualidade dos "carrascos" de Kikas. Nos outros heats o argentino Santiago Muniz enfrenta o italiano Leo Fioravanti, o norte-americano Tanner Gudauskas defronta o marroquino Ramzi Boukhiam e o australiano Thomas Woods mede forças com o neozelandês Billy Stairmand.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS