Oi Rio Pro com passadeira inovadora para promover a seguranças dos surfistas

img 0013

Estrutura já está praticamente finalizada. Foto: Carol Fontes/Globo

 

O Oi Rio Pro afirmou-se em 2015 como uma das etapas mais concorridas do circuito mundial. Milhares de fãs lotaram as praias do Rio de Janeiro, dando um colorido próprio à etapa brasileira do Tour. Contudo, essa forte adesão levantou alguns problemas para os surfistas, nomeadamente no caminho até à água. Dessa forma, a organização decidiu inovar para a edição de 2016.

 

Quem não se lembra da final do campeonato no ano passado, onde antes do heat acabar já muitas pessoas estavam dentro de água a festejar o triunfo de Filipe Toledo, praticamente ao lado dos surfistas no lineup? E os minutos que as estrelas levavam a chegar até à água? Agora, isso já não será um problema, uma vez que foi construída uma passadeira elevada para facilitar a passagem dos surfistas para os heats.

 

Depois das 120 mil pessoas que passaram pela etapa do Rio em 2015, este ano o número poderá muito bem ser maior. A organização optou assim por reforçar a segurança dos atletas. Esta é a primeira vez que esta medida é tomada no World Tour. Assim que chegarem ao final da passadeira e descerem as escadas até ao mar, os surfistas serão levados pelos jet skis até ao line up.

 

Xandi Fontes, organizador da etapa, ressalvou que, para além da segurança, esta é uma medida que visa também garantir uma maior concentração aos surfistas. "A passarela foi pensada justamente em função do público do ano passado. É uma medida de segurança. Primeiro, para o atleta ter a tranquilidade para entrar e sair da água, sem estar sendo tocado ou puxado... E o surfista precisa desse momento de concentração, principalmente, ao entrar na água", frisa.

 

Com o crescente domínio do Brasil no surf mundial é natural que o interesse pela modalidade no país comece a ser cada vez maior. Depois dos títulos mundiais de Gabriel Medina e Adriano de Souza, em 2016 a Barra da Tijuca prepara-se para mais uma lotação esgotada. Perspetivas que obrigam a organização a tomar estas medidas de segurança.

 

O Oi Rio Pro arranca a 10 de maio e o período de espera prolonga-se até 21 do mesmo mês. Ao todo serão 13 surfistas brasileiros a competir no Oi Rio Pro (12 no masculino e 1 no feminino), faltando apenas conhecer o nome do vencedor dos trials. Para se ter noção deste domínio, apenas dois dos 12 heats da ronda inaugural não terão brasileiros em ação.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS