Filipe Toledo está recuperado e irá regressar para inaugurar o Oi Rio Pro

9a23c335be7f574be04d7c6776342dd2

Irá Toledo voltar a voar alto como fez em 2015? Foto: WSL

 

Após duas etapas de baixa, devido à lesão sofrida no evento inaugural em Snapper Rocks, Filipe Toledo está já na fase final de recuperação. A cerca de 15 dias do arranque do Oi Rio Pro, já é praticamente garantido que o jovem talento brasileiro vai estar em prova em frente aos seus fãs. E irá regressar logo no primeiro heat do campeonato.

 

A lista de heats da ronda inaugural do evento brasileiro já foi divulgada, sendo que a primeira bateria terá esse ponto de interesse de contar com a presença de Filipe Toledo. O surfista de Ubatuba garante já estar perto de ficar a 100 por cento em termos físicos, pelo que se afirma como um candidato natural a repetir o triunfo alcançado no ano passado nas ondas do Rio de Janeiro.

 

"Não foi nada fácil ficar só assistindo os eventos da perna australiana, principalmente porque deu altas ondas e eu já tinha saído com um bom resultado (3.º lugar) na Gold Coast. Mas, são ossos do ofício", sublinha Toledo, que no heat inaugural do Oi Rio Pro vai medir forças com o substituto australiano Adam Melling e ainda com o rookie californiano Conner Coffin, que ocupa o 11.º posto do ranking, após um bom arranque na Austrália.

 

Toledo optou por recuperar a lesão na Califórnia, onde vive atualmente. Até porque se tratou de um processo delicado. "Tive uma lesão na cartilagem que envolve a cabeça do fémur e também no músculo da coxa. É uma lesão delicada, que requer bastante atenção, caso contrário, só cirurgia. Estou tratando diariamente com o doutor Mark Kozuki, fisioterapeuta e osteopata. Ele já me conhece desde que lesionei o meu tornozelo no ano passado, por isso fica mais fácil", frisa.

 

"Estou uns 90 por cento bom e quero chegar ao Rio 110 por cento preparado fisicamente e tecnicamente. Sinto-me bastante confiante e espero poder defender o meu título com todas as minhas forças, pois vencer em casa tem um gosto especial. Nunca tinha visto nada igual no surf em toda minha vida e imagino como vai estar esse ano. Nós contamos com toda a torcida possível na areia, pois ela fez toda diferença no ano passado", relembra Toledo.

 

Logo na segunda bateria irá competir Gabriel Medina, o que promete ser um arranque emocionante no Rio. O campeão mundial de 2014 vai enfrentar o taitiano Michel Bourez e o australiano Jack Freestone. No entanto, a lista de heats ainda poderá sofrer alterações, uma vez que Freestone e até mesmo Jadson Andre falharam a última etapa por lesão e ainda não é certo que estejam recuperados para competirem nesta quarta etapa do Tour de 2016.

 

Destaque ainda para o facto do líder mundial, o australiano Matt Wilkinson, estar no heat 5 com o compatriota Kai Otton e ainda mais um wildcard. Já Adriano de Souza, campeão mundial em título, estará no heat 6, onde terá pela frente o rookie australiano Davey Cathels e também um wildcard. Registo ainda para o heat 8, onde os históricos Joel Parkinson e Kelly Slater irão estar juntos.

 

Também na prova feminina já são conhecidos os heats da ronda inaugural, com o destaque para a presença da brasileira Silvana Lima como wildcard. A ex-top do WWT vai ter a missão de enfrentar na estreia a atual líder do ranking, a norte-americana Courtney Conlogue, e ainda a substituta australiana Bronte MaCauley.

 

Heat draw masculino:

 

heat dra masculino rio

 

 

Heat draw feminino:

 

heat dra feminino rio



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS