Adeus a mais um ícone: Taj Burrow anuncia retirada do surf profissional

03f2c86b0eec2a641eab33d4f1ec77f4

Taj teve uma carreira ímpar e um pecurso invejável. Foto: WSL

 

Taj Burrow vai seguir os passos de Mick Fanning. Ainda que de forma diferente, Taj anunciou este sábado, logo ao início da manhã, antes de a prova arrancar em Margaret River, que está de saída do surf de competição. E vai fazê-lo ainda antes de a temporada de 2016 acabar. O Fiji Pro vai ser a última prova do talentoso surfista australiano.

 

Taj já havia perdido a parte final da temporada passada, após ser pai. Foi por isso que não o vimos, por exemplo, em Portugal. Este ano não o veremos novamente, uma vez que após a prova da West OZ, só irá entrar em mais duas etapas: Rio de Janeiro e Fiji. É assim o adeus de um ícone, que abrilhantou o Tour durante os últimos 18 anos, com o seu surf de nível elevadíssimo.

 

"Este desporto deu-me muitas coisas boas", começou por dizer Taj Burrow, de 37 anos. "Anos e anos de ondas incríveis, experiências e amizades que não irei esquecer. Os responsáveis da WSL e os surfistas não só puxaram por mim para ser melhor surfistas, como se tornaram família para mim", descreve Taj, que em Margaret River vai ter uma boa oportunidade para tentar vencer um último evento, uma vez que compete em casa.

 

Quem se juntou à homenagem a Taj foi o ex-companheiro de Tour e atual comissário da WSL, Kieren Perrow: "O Taj Burrow deu um enorme contributo a este desporto. Ele é um surfista que inspirou gerações e introduziu uma abordagem que elevou o nível performativo para patamares nunca antes vistos. A WSL teve muita sorte de ter o Taj na sua família durante estes anos e deseja-lhe a melhor sorte do Mundo neste próximo capítulo".

 

O dia começou assim com uma notícia bem triste em Margaret River. Taj Burrow despede-se do Tour sem o tão ambicionado título mundial, ele que foi dos surfistas que teve mais perto de o conseguir ao longo dos últimos anos. Para além de ter sido vice-campeão mundial em 1999 e 2007, conseguir uma regularidade impressionante dentro do top 10 mundial, terminando nessa posição em 15 ocasiões.

 

Taj leva no currículo a conquista de 10 eventos do World Tour, com a última vitória a ter sido em Trestles, em 2013. Mas a conquista mais importante de todas foi a do Pipe Masters em 2009. A isso junta-se ainda um elevado números de títulos no WQS, sendo que o último foi no ano passado no QS1000 de Keramas.

 

Despedimo-nos assim de um daqueles surfistas que, mesmo sem um título mundial, teve uma carreira enorme e que deixa marcas em muitos dos fãs do surf mundial. Resta desfrutar do seu surf único durante mais três eventos.

 



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS