Portugueses em grande: Armada lusa coloca três nas meias-finais do Caparica Pro Junior

69550508d2c37585a4d18455c950b28e

Teresa estreou-se esta sexta-feira em prova e acelerou rumo às finais. Foto: WSL

 

Esta sexta-feira foi mesmo santa para a armada lusa que compete no Caparica Pro Junior, a etapa inaugural do Pro Junior Europeu da WSL. A prova avançou a grande ritmo e ficaram já definidos os semifinalistas tanto do evento masculino como do feminino. E serão três os jovens surfistas portugueses na luta pelos títulos no dia final, que será já amanhã.

 

Teresa Bonvalot na prova feminina esteve em grande plano e confirmou o seu favoritismo no circuito, avançando três rondas sempre com grande precisão e bom nível de surf. Já nos rapazes, Luís Perloiro e João Moreira eram os únicos resistentes e conseguiram avançar mais duas rondas, colocando-se agora como grandes favoritos à vitória, sobretudo pelo surf demonstrado ao longo desta semana.

 

Se a qualificação da bicampeã nacional para uma fase onde já são estarão as quatro melhores surfistas não é surpresa, o mesmo não se pode dizer do feito de Lula e Moreira. Ambos conseguiram mostrar muito bom surf desde as primeiras rondas e esta sexta-feira foram consistentes e eficazes. Mesmo com o mar a descer em relação a ontem, os jovens portugueses não se ressentiram e conseguiram um feito importante para o surf nacional.

 

Resposta à altura

 

A recente mudança da WSL na idade do escalão júnior, quase que lançou os jovens surfistas nacionais às feras. Por vezes apelida-se esta geração de menos talentosa em comparação com anteriores, mas a verdade é que João Moreira e Luís Perloiro tiveram hoje o momento de afirmação, rasgando essas críticas com um ponto de exclamação bem grande. Afinal, podemos dormir descansados sobre o futuro a curto prazo do surf nacional.

 

É preciso recuar até à época em que Frederico Morais e Vasco Ribeiro assaltavam os pódios dos Pros Juniores Europeus para nos lembrarmos de dois portugueses em simultâneo a conseguirem resultados tão bons num evento. Ainda para mais, quando não estamos a falar aqui de qualquer fator sorte, pois têm mostrado o melhor surf do campeonato.

 

O Caparica Pro Junior poderá até ter uma histórica final 100 por cento portuguesa. Com o call deste sábado marcado para as 10 horas, Perloiro começa por enfrentar o nosso bem conhecido Arron Strong, surfista que reside na Ericeira mas que compete pela Grã-Bretanha. Já João Moreira vai lutar pela segunda vaga para a final com Thomas Debierre, de Guadalupe, um surfista que consegue aqui o resultado mais relevante da carreira até ao momento.

 

Mesmo que nenhum dos portugueses venham a vencer o campeonato, ambos ficam bem lançados para a corrida pelo título europeu, sendo que dois dos principais candidatos, o francês Lens Arancibia e o canário Luis Diaz, ficaram pelo caminho surpreendentemente ainda na 5.ª ronda. Para chegar às meias-finais, Lula bateu o talento da Ilha Reunião Mathis Crozon, enquanto João Moreira superou o britânico Angus Scotney.

 

Supremacia lusa

 

No que diz respeito à prova feminina, Teresa Bonvalot começou o dia em grande estilo, conseguindo um score de 17,74 pontos, conseguindo ainda uma onda de 9,07 pontos. A pequena Francisca Veselko, de apenas 13 anos, foi a única surfista que a conseguiu acompanhar rumo à 3.ª ronda. Aí Teresa somou mais um triunfo, sendo que nesse mesmo heat, Kika acabou por ser eliminado, despedindo-se de prova com um surpreendente 9.º lugar.

 

Nos quartos-de-final Teresa conseguiu vencer uma disputa equilibrada com a francesa Néis Lartigue, confirmando assim a presença de três portugueses entre os apenas oito surfistas que chegam ao dia final – nenhuma outra nação tem tantos. Nas meias-finais terá pela frente a basca Ariane Ochoa, uma das grandes rivais na luta pelo título. A outra é a francesa e campeã em título Juliette Briece, que caiu nos quartos-de-final.

 

Foi desta forma imaculada que terminou um dia santo para as cores nacionais na Praia do Paraíso. Tudo se conjugou para um dia de grande afirmação desta jovem geração, tantas vezes subestimada, mas que hoje se mostrou à altura dos grandes desafios. E nem é preciso torcer para que amanhã as coisas continuem a correr bem. Basta pedir parra que continuem a mostrar o surf que têm feito até aqui.

 

Meias-finais masculinas:
H1: Luís Perloiro (PRT) x Arran Strong (GBR);
H2: Thomas Debierre (GLP) x João Moreira (PRT);

 

Meias-finais femininas:
H1: Nina Reynal (FRA) x Nadia Erostarbe (EUK);
H2: Teresa Bonvalot (PRT) x Ariane Ochoa (EUK)



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS