Armada lusa em força no QS3000 da Martinica

da2c19b33c9c05a0f4296fa32c37590b copy

Josh Moniz é o campeão em título. Foto: WSL

 

De 17 a 24 de abril o circuito do WQS ruma pelo segundo ano consecutivo até às Caraíbas, para a realização do Martinique Surf Pro. As famosas ondas de Basse Point serão assim o palco de um QS3000 que pertence ao calendário europeu, uma vez que a Martinica é território francês.

 

Depois de no ano passado este campeonato, que não contou com presença portuguesa, ter surpreendido pelas ondas incríveis que proporcionou, em 2016 a armada lusa prepara-se para ir em peso até ao Caribe disputar os pontos que irão estar em disputa. Um total de sete surfistas portugueses conseguiram a entrada direta para o evento.

 

Vasco Ribeiro e Frederico Morais encabeçam a lista de top seeds do Martinique Surf Pro, entrando diretamente para a 4.ª ronda do evento. Com entrada direta para a 3.ª ronda estão Tomás Fernandes, José Ferreira e Nic von Rupp. Miguel Blanco entra em ação apenas na 2.ª ronda e Ruben Gonzalez é o único a estar logo na ronda inaugural.

 

A juntar a estes sete surfistas estão ainda mais quatro representantes nacionais na lista de alternates. Luís Perloiro, Guilherme Fonseca, Pedro Coelho e Francisco Duarte esperam assim por eventuais desistências para entrarem no quadro principal, embora seja uma tarefa difícil, pois estão fora dos 20 primeiros suplentes.

 

Basse Point vai receber alguns dos melhores surfistas do top 100 do WQS, com destaque para o havaiano Josh Moniz, que é o campeão em título. Zeke Lau, outro talentoso havaiano, é o número um do seeding, destacando-se ainda na lista de inscritos os brasileiros Deivid Silva, Lucas Silveira e Jesse Mendes, o basco Aritz Aranburu, os costa-riquenhos Noe Mar McGonagle e Carlos Muñoz, o japonês Hiroto Ohhara, os franceses Joan Duru e Maxime Huscenot, os norte-americanos Pat Gudauskas e Evan Geiselman ou o galego nosso bem conhecido Gony Zubizarreta.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS