Gabriel Medina vinga final de 2012 e conquista o MEO Rip Curl Pro Portugal

19d92d2b64955ed143de089b8cc4d9c5

Medina voou bem alto em Peniche. Foto: WSL

 

Gabriel Medina é o vencedor da nona edição do MEO Rip Curl Pro Portugal. O surfista brasileiro usou o seu surf progressivo para destacar-se no dia final em Supertubos, ao mesmo tempo que se relançou na luta pelo título mundial, que vai muito mais equilibrada para o Havai do que aquilo que se julgaria inicialmente.

 

O campeão mundial de 2014 vingou a final que perdeu em Peniche em 2012 e onde terminou em lágrimas, depois de uma derrota polémica para Julian Wilson. Desta vez, Medina foi mais forte que o grande rival australiano e tronou-se no oitavo surfista a subir ao lugar mais alto do pódio em Peniche. Ainda assim, Julian conseguiu manter-se na luta pelo título, graças ao facto de ter alcançado a final.

 

Esta foi a segunda vitória consecutiva de Medina no World Tour 2017. Após um péssimo arranque de temporada, pautado pela irregularidade, o surfista brasileiro disparou na segunda metade do ano e colou-se ao topo. Venceu em França e agora em Portugal, saindo da Europa no 2.º posto do ranking mundial e ainda bem na briga pelo título.

 

Tudo se vai decidir no Havai, em demzebro. Pipeline, a meca do surf mundial, vai voltar a coroar o campeão. Isto porque John John não conseguiu repetir o feito do ano passado em Peniche, onde se sagrou campeão mundial por antecipação. O havaiano sai na frente da luta e vai competir em casa, mas a pressão é muita, pois ainda há quatro surfistas com hipóteses matemáticas, embora a real ameaça seja Medina. Confira as contas.

 

John John é campeão se:

 

- Chegar à final;

- Chegar aos quartos-de-final e Medina não vencer;

- Chegar à 5.ª ronda, Jordy não vencer e Medina não for à final;

- Não passar da 3.ª ronda, Julian não vencer, Jordy não for à final e Medina não for aos quartos-de-final;

 

Medina é campeão se:  

 

- Vencer e John John não chegar à final;

- Chegar à final e John John não chegar aos quartos;

- Chegar às meias-finais, John John não passar da 3.ª ronda e Jordy não vencer;

- Chegar aos quartos-de-final, John John não passar da 3.ª ronda, Jordy não for à final;

 

Jordy é campeão se:

 

- Vencer, John John não chegar aos quartos-de-final e Medina não for à final;

- Fazer a final, John John não passar da 3.ª ronda e Medina não chegar às meias-finais.

 

Julian é campeão se:

 

- Vencer, John John não passar da 3.ª ronda, Jordy não chegar à final e Medina não chegar aos quartos-de-final; 

 

Quem também vai para o Havai com muito por definir é Frederico Morais. Depois de ter sido eliminado no penúltimo dia de ação em Supertubos, depois de perder para Mick Fanning na 5.ª ronda, o surfista português continua no 13.º posto do ranking - já a 4550 pontos do top 10 - e na liderança do título de rookie do ano. Para conquistar esse prémio, basicamente terá de fazer igual ao rival Connor O'Leary em Pipeline. Aqu ficam as contas:

 

Para ultrapassar Kikas, O'Leary precisa:

 

- Fazer melhor que Kikas, mas se fizer 5.º lugar e o português 9.º, terminam empatados em tudo;

 

Quem também ainda está na luta é Joan Duru, mas bem mais longe. O francês precisa:

 

- Chegar à final e esperar que Kikas não avance da 2.ª ronda ou vencer e esperar que Kikas não passe à 4.ª ronda; dependendo também do resultado de O’Leary.

 



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS