Frederico Morais avança para o round 3 em França rumo ao top 10 mundial

a9e3a27475c99922494249d1c32a3080

Kikas foi um leão a atacar as junções francesas. Foto: WSL

 

Frederico Morais continua a cavalgada impressionante no ano de estreia no World Tour e perante um mar bem robusto no sudoeste francês, o rookie português utilizou o seu já famoso rail para sobreviver à repescagem e avançar para a terceira ronda do Quiksilver Pro France.

 

A entrada positiva na nona e antepenúltima etapa da World Tour 2017, deixam-o ainda mais perto do grande objetivo, uma vez que beneficiou da eliminação de Connor O'Leary na segunda ronda para assumir provisoriamente e virtualmente a entrada no top 10 mundial e ainda a liderança pelo título de rookie do ano.

 

Após uma ronda inaugural inglória, onde caiu mais do que o habitual e não conseguiu juntar numa onda completa as manobras impressionantes que foi mostrando a espaços, acabando por ser superado por Ian Gouveia, que foi direto para a terceira ronda, e Mick Fanning, Kikas viu-se obrigado a ir ao "mata-mata" com Jack Freestone.

 

O português entrou forte como gosta e distanciou-se cedo no heat. Mas com o esposo de Alana é preciso ter cuidado. Com o aproximar do final da bateria o australiano tornou-se perigoso e ameaçou a reviravolta. O que fez Frederico? Reagiu com aquela maturidade impressionante que é seu timbre, alargou a vantagem e carimbou a qualificação. Mais uns pontinhos que podem fazer a diferença no final do ano.

 

Quem diria há alguns anos que veríamos Freestone sucumbir tão facilmente perante Kikas. E não é a primeira vez esta época. Longe vão os tempos em que o aussie dominava os mundiais juniores e que o cascalense caía à porta das decisões. Os papéis inverteram-se e, patriotismos à parte, Frederico Morais está um competidor muito superior ao rival.

 

No global não vimos uma atuação limpa de Kikas. Nem perfeita. Mas vimos muitos bons momentos de surf do português, o suficiente para avançar na competição. A verdade é que em J-Bay Kikas também não começou assertivo, embalando depois a partir da terceira ronda para uma prestação histórica. E ele já andou a afiar o rail em Hossegor... Agora, é esperar que o mar não caia.

 

O arranque da prova masculina em França ofereceu ainda algumas surpresas, sobretudo no início da primeira e segunda ronda. Também houve a confirmação de que Jordy e John John não parecem dispostos a largar a mão um do outro e que a luta do título é mesmo só entre eles. Até porque o número 3 mundial, Julian Wilson, já ficou pelo caminho. Tal como Filipe Toledo.

 

Houve ainda alguns tubos, com o local Joan Durou a destacar-se dos demais. As baguetes francesas estiveram bem apetitosas ali a meio do dia, com as paredes levantadas a dominarem a parte final. A competição terminou quando faltavam disputar-se apenas quatro heats para o final da segunda ronda. Baterias que irão definir o próximo adversário de Kikas - deverá ser o primeiro lycra azul a vencer um desses heats em falta.

 

A única certeza é que o nosso rookie imparável está na parte do draw onde se pode cruzar com Jordy Smith. No entanto, já percebemos que não há nada que faça abanar Frederico Morais. Poucos poderiam antever que perto do final da época o cenário fosse tão risonho para o novo príncipe do surf nacional.

 

Quiksilver Pro France Round 1 Results:
Heat 1: Stuart Kennedy (AUS) 12.00, Adriano de Souza (BRA) 10.77, Conner Coffin (USA) 6.33
Heat 2: Nat Young (USA) 11.00, Bede Durbidge (AUS) 9.17, Owen Wright (AUS) 7.20 
Heat 3: Matt Wilkinson (AUS) 13.77, Wiggolly Dantas (BRA) 12.50, Josh Kerr (AUS) 10.76
Heat 4: Ethan Ewing (AUS) 15.57, Caio Ibelli (BRA) 15.33, Julian Wilson (AUS) 9.13 
Heat 5: John John Florence (HAW) 15.67, Italo Ferreira (BRA) 15.60, Keanu Asing (HAW) 5.10
Heat 6: Jordy Smith (ZAF) 16.10, Marc Lacomare (FRA) 12.70, Kanoa Igarashi (USA) 10.47
Heat 7: Joan Duru (FRA) 18.00, Filipe Toledo (BRA) 11.43, Miguel Pupo (BRA) 9.14
Heat 8: Gabriel Medina (BRA) 15.86, Jeremy Flores (FRA) 15.27, Leonardo Fioravanti (ITA) 13.26
Heat 9: Joel Parkinson (AUS) 13.20, Jack Freestone (AUS) 11.96, Michel Bourez (PYF) 11.40
Heat 10: Sebastian Zietz (HAW) 12.74, Jadson Andre (BRA) 10.74, Connor O'Leary (AUS) 10.57
Heat 11: Ian Gouveia (BRA) 15.57, Mick Fanning (AUS) 15.27, Frederico Morais (PRT) 12.16
Heat 12: Adrian Buchan (AUS) 15.60, Kolohe Andino (USA) 10.63, Ezekiel Lau (HAW) 10.60

Quiksilver Pro France Round 2 Results:
Heat 1: 
Marc Lacomare (FRA) 13.27 def. Julian Wilson (AUS) 12.23
Heat 2: Owen Wright (AUS) 13.60 def. Keanu Asing (HAW) 11.17
Heat 3: Adriano de Souza (BRA) 15.97 def. Josh Kerr (AUS) 13.00
Heat 4: Miguel Pupo (BRA) 12.27 def. Filipe Toledo (BRA) 8.50
Heat 5: Leonardo Fioravanti (ITA) 14.60 def. Connor O'Leary (AUS) 11.87
Heat 6: Frederico Morais (PRT) 15.26 def. Jack Freestone (AUS) 11.37
Heat 7: Kolohe Andino (USA) 13.50 def. Jadson Andre (BRA) 12.60
Heat 8: Mick Fanning (AUS) 13.20 def. Ezekiel Lau (HAW) 12.84

Remaining Quiksilver Pro France Round 2 Match-Ups:
Heat 9: 
Michel Bourez (PYF) vs. Kanoa Igarashi (USA) 
Heat 10: Jeremy Flores (FRA) vs. Italo Ferreira (BRA) 
Heat 11: Conner Coffin (USA) vs.Caio Ibelli (BRA) 
Heat 12: Bede Durbidge (AUS) vs. Wiggolly Dantas (BRA) 



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS