Aritz Aranburu vence Trials e reencontra elite mundial no Billabong Pro Tahiti

d9cacf53fe9321605e188af8091b08fb

Aritz já tem muita experiência nos tubos de Teahupoo. Foto: WSL

 

Aritz Aranburu provou a sua apetência pelos melhores tubos do Mundo e conquistou os Trials do Billabong Pro Tahiti, a sétima etapa do World Tour 2017, cujo período de espera arranca já na sexta-feira. O surfista basco vai assim reencontrar a elite mundial, à qual já pertenceu em duas ocasiões distintas.

 

Depois de ter estado por uma primeira vez no World Tour em 2008 e 2009, na altura em que emergia a Euro Force no panorama mundial, Aranburu conseguiu regressar à elite em 2014, mas acabou por cair logo no ano seguinte, fazendo ainda algumas etapas como "suplente" em 2015. Agora, regressa ao palco maior do surf mundial, ainda que de forma temporária.

 

Foi uma luta bem renhida para Aritz conseguir a vaga para o evento principal, com Aranburu a vencer a final por apenas 10 centésimos. Pela frente teve o também ex-top do WCT e antigo vencedor destes mesmos trials, o veterano australiano Nathan Hedge. No entanto, a balança acabou por cair para o lado do espanhol, fazendo a festa nos tubos de Teahupoo.

 

Dessa forma, Aritz foi colocado no heat 5 do evento principal, onde irá encontrar o campeão mundial em título John John Florence e ainda o também havaiano Zeke Lau. Já o líder mundial Matt Wilkinson vai medir forças no heat 6 com o brasileiro Wiggolly Dantas e com o taitiano Taumata Puhetini, melhor local nos trials.

 

Apesar de ter sido afastado nas meias-finais por Nathan Hedge, Puhetini acabou por garantir a segunda vaga, uma vez que uma delas está garantida para o melhor surfista local. O atual número 219 do ranking WQS, vai participar na etapa taitiana pela quarta ocasião, depois de já o ter feito em 2010, 2014 e 2015, mas nunca passou qualquer ronda, tendo averbado eliminações para Mick Fanning, Joel Parkinson e Adriano de Souza.

 

A prova irá decorrer entre 11 e 22 de agosto, sendo que a primeira semana não parece guardar as melhores condições para os surfistas, embora possa existir um grande swell a chegar nos dias seguintes. Em prova estará também o rookie português Frederico Morais, que se estreia em Teahupoo e logo como top seed, estando no heat 12 juntamente com o local Michel Bourez e o brasileiro Ian Gouveia.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS