França é a vencedora do EuroSUP em Peniche

EuroSUP

Foto: Miguel Sacramento/Divulgação


Press release - O francês Benoit Carpentier e a espanhola Iballa Ruano Moreno foram os grandes vencedores da disciplina de Ondas no Campeonato da Europa de Stand Up Paddle 2017, que hoje terminou.

 

Com ondas de 1m a 1,5m e muito sol, a praia de Supertubos, em Peniche, recebeu os últimos heats e as grandes finais, masculina e feminina, com um forte apoio na areia e diversas bandeiras esvoaçantes das equipas de Portugal, Alemanha, Espanha, Suécia, Inglaterra, Gales, França e Dinamarca.

 

Na prova masculina, Benoit Carpentier destacou-se logo no primeiro heat do quadro principal, perdendo apenas no segundo para o seu companheiro de equipa Pierre Rollet, a quem viria a ganhar depois, na grande final, com uma pontuação de 15 em 20 pontos possíveis. "Correu muito bem. O ano passado fiquei em segundo e queria muito ganhar este ano, por isso estou muito contente com a minha performance. Todos tiveram grandes resultados e isso foi muito bom para a equipa. Tivemos uma semana incrível em Peniche", comentou o novo campeão da Europa.

 

Já Pierre Rollet, que ficou em segundo lugar, afirmou: "Estou a adorar esta experiência! Foi uma boa decisão termos esperado por hoje para fazer tantos heats, porque as ondas estavam fantásticas. Mas confesso que depois de tantos segundos lugares gostaria que um dia chegasse a minha vez de vencer".
O alemão Moritz Mauch, um dos atletas em destaque ao longo de toda a prova, perdeu no primeiro heat do dia e ficou sempre em segundo lugar em todas as repescagens, chegando assim à grande final, onde terminou no quarto lugar, atrás do espanhol Juan de Los Reyes, que deu alguma felicidade à selecção de nuestros hermanos, com a terceira posição.

 

Ainda nos homens, o atleta português Diogo Queimada passou na primeira repescagem em primeiro lugar, mas acabou por terminar a sua participação nas meias-finais das repescagens, obtendo o oitavo lugar da geral na competição. Lesionado desde o estágio, o atual campeão nacional manteve, no entanto, uma perspectiva positiva. "A prova correu bem, mas a lesão na virilha tem-me dado algumas dores e isso também me afeta mentalmente. No entanto, tenho o apoio da equipa médica da Federação e da Seleção, o que me permitiu chegar até aqui. Mesmo assim não consegui avançar mais... dei o meu melhor e agora vou dedicar-me às duas últimas etapas do campeonato nacional, porque quero renovar o título", afirmou o campeão português. O outro atleta da seleção portuguesa, o vice-campeão nacional Rui Fialho, teve algumas dificuldades para encontrar boas ondas na sua bateria das repescagens e terminou no 11º lugar da geral.

 

Na prova feminina e no primeiro heat do dia, Iballa Ruano Moreno, oito vezes campeã mundial de windsurf ondas e campeã europeia de SUP ondas em título, foi ultrapassada pela francesa Justine Dupont, ex-campeã europeia de surf júnior e sénior, ex-vice- campeã mundial de longboard e ex-atleta da elite mundial. Mas, na grande final, as posições acabaram por inverter-se e a espanhola voltou a levar o troféu para casa, com uns óptimos 15,9 pontos, deixando Dupont em segundo lugar, com 10,1 pontos em 20 possíveis.

 

"Estou muito contente de vencer em Portugal. Foi uma ótima experiência, com boas ondas na final. Estava um pouco nervosa no heat anterior mas na final, depois de conseguir uma boa nota na primeira onda, acabei por relaxar. Esta vitória é numa das provas mais importantes do meu calendário e ganhar nesta praia é muito especial. Os portugueses são ótimas pessoas. Foi um ambiente muito bom entre atletas e equipas e isso é muito importante", acrescentou a vencedora.

 

No segundo lugar do pódio, Justine Dupont concluiu: "Não estava a sentir-me bem com o meu surf hoje. Estava muito cansada e isso acabou por me afectar um pouco. Tivemos muito boas ondas mas não estava tão confiante nesta final e a Iballa mereceu ganhar. Foi bom também observar os rapazes e aprender com eles. Este Inverno vou voltar para a Nazaré com o meu namorado, para tentarmos apanhar umas ondas bem grandes", afirmou ainda a multifacetada atleta.

 

O terceiro lugar ficou com a sueca Sofie Simonson, que protagonizou um dos resultados mais festejados na areia, e o quarto posto foi ocupado pela alemã Paulina Herpel.

 

Com o final de todas as provas, estavam apuradas as posições gerais de todas as seleções europeias que participaram no EuroSUP 2017. França sagrou-se a grande vencedora e Portugal conquistou um respeitoso quarto lugar numa competição que contempla acima de tudo equipas profissionalizadas.
Espanha terminou a competição como vice-campeã e a Dinamarca, que vai receber a próxima edição do Mundial de SUP, em setembro deste ano, conquistou o terceiro lugar, deixando uma ideia muito positiva, sobretudo com as conquistas de Casper Steinfath, vencedor na corrida técnica, e a presença do jovem de 16 anos Christian Anderson, que conquistou o quinto lugar na mesma prova, além da 7ª posição na Longa Distância e a 9ª no SUP de Ondas. Christian foi a grande revelação deste EuroSUP.

 

Durante a entrega de prémios, a boa disposição continuou a imperar e todas as seleções fizeram o seu agradecimento a Portugal e a Peniche, que recebeu a segunda edição do Campeonato da Europa de Stand Up Paddle sem qualquer incidente e com iniciativas e provas elogiadas por todos os participantes.

 

Na mesma cerimónia, o anfitrião António José Correia, Presidente da Câmara Municipal de Peniche, não deixou de retribuir os agradecimentos a todos os atletas que passaram por cá. "Um evento que permitiu à nossa cidade mostrar um pouco da sua história e da nossa portugalidade e que não poderia ter acontecido sem a excelente equipa do Peniche Surfing Clube, de todos os voluntários (mais de 200) do Instituto Politécnico de Leiria e da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, dos bombeiros e dos vereadores e trabalhadores da Câmara", começou por afirmar.

 

"Um especial agradecimento à seleção portuguesa e ao seu selecionador, assim como à Federação Portuguesa de Surf e à Federação Europeia de Surf, não esquecendo que um evento destes sem o apoio dos patrocinadores, como as Águas de Portugal, não poderia acontecer", afirmou o mesmo responsável, acrescentando ainda: "Esta não é uma competição individual é uma competição por equipas e é esta dimensão coletiva que é importante para uma coesão social europeia", concluiu.

 

Por sua vez, João Nuno Mendes, Presidente do Grupo Águas de Portugal, patrocinador oficial do evento, não faltou ao último dia do EuroSUP e, além de congratular toda a equipa, deixou uma mensagem sobre o papel da empresa no contexto nacional.

 

"É muito importante garantir a qualidade das águas balneares em Portugal para que possam proporcionar estes epectáculos desportivos que acabam por tornar o nosso país ainda mais atrativo", confirmou.

 

Em paralelo aos eventos competitivos internacionais, durante todos os dias de competição existiram inúmeras actividades desenvolvidas pelos parceiros do Instituto Politécnico de Leiria e da Escola Superior de Desporto de Rio Maior – IPL: ginásios e diversas ativações de marca, workshops, experiência das várias modalidades, aldeia de sponsors e programa de atividades desportivas e culturais, onde estiveram mais de 2000 crianças, jovens e seniores, provenientes das escolas e associações do concelho e de concelhos limítrofes.

 

O Peniche Paddle Series é uma coorganização do Peniche Surfing Clube e da Câmara Municipal de Peniche, com eventos homologados pela Federação Europeia de Surf, Federação Portuguesa de Surf, Federação Portuguesa de Canoagem, Federação Portuguesa de Remo e Federação Portuguesa de Vela, com o patrocínio principal das Águas de Portugal, Águas do Tejo Atlântico, EPAL e SMAS Peniche, o patrocínio da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo, Pingo Doce, Mútua dos Pescadores, Lubrigaz | Lubrisport, Herbalife e MEO, os apoios institucionais do IPDJ, Fundação do Desporto, Bombeiros Voluntários de Peniche e Centro de Alto Rendimento de Peniche, tendo como parceiros institucionais a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar – IPL e a Escola Superior de Desporto de Rio Maior – IPS e como media partners o MEO Beachcam, Total SUP e Up Suping.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS