Oi Rio Pro 2017 – Antevisão

eea569ad95d793db4c4784a58c38bf6c 1

Saquarema está preparada para voltar a receber os melhores surfistas do Mundo. Foto: WSL

 

A elite do surf mundial está a caminho do Maracanã do surf mundial. Terminada a perna australiana o World Tour ruma agora ao Brasil. Mas em 2017 os polémicos beach breaks do Rio de Janeiro dão lugar às ondas de Saquarema, cotadas entre as melhores do Brasil. A quarta etapa do circuito arranca já amanhã, prolongando-se até dia 20 deste mês, e promete animar as hostes entre os principais candidatos.

 

Após três etapas australianas viradas mais à direita, eis que agora os goofys poderão ter alguma vantagem em relaçãos aos adversários. Apesar de também ter alguns beach breaks, é o ponit break de esquerdas de Itaúna que deverá ser o palco primordial do evento, sendo provável que vejamos a funcionar na perfeição uma das ondas mais poderosas do surf brasileiro.

 

John John Florence chega destacado na liderança. Contudo, muitos perseguidores vão ter aqui uma

boa oportunidade para pressionar o campeão mundial. Sobretudo, nomes como Gabriel Medina, que já estão ligeiramente atrasados na luta e têm de recuperar terreno a todo o custo. Nas mulheres Steph Gilmore começou bem e pode sonhar com o sétimo título mundial, mas a concorrência não lhe dará descanso no Brasil.

 

Está assim aberta uma guerra que promete muita emoção, sendo que alguns dos competidores podem tirar partido de já aqui terem competido quando Saquarema era palco de uma das mais importantes provas do WQS.

 

Spot do evento? O Oi Rio Pro deixa os beach breaks do Rio de Janeiro e move-se cerca de 100 km para uma das zonas mais consistentes de surf do Brasil. Itaúna vai ser o palco principal do evento. O point de esquerdas promete brilhar, mas existe também uma direita tubular ao estilo de Backdoor que pode servir como alternativa, assim como alguns beach breaks.

 

O que procuram os juízes? Tudo depende das condições que se apresentarem e do tamanho do swell. Itaúna poderá oferecer pesadas secções a pedirem manobras com muito power, sendo que também pode haver espaço para tubos ou, em sentido inverso, para voar.

 

Previsões? Há a possibilidade de haver ação já amanhã, uma vez que, neste momento, está um swell bem composto a atingir Saquarema. Podem registar-se ondas até 2 metros e o vento é fraco. Depois disso, virá uma quebra no swell, para voltar a subir no fim-de-semana. Ainda assim é a 16 e 17, já perto do final da janela de espera, que é esperado um grande swell.

 

Horário? Menos 4 horas que em Portugal (8 horas no Brasil/12 horas em Portugal Continental).
Quem vai estar em prova? Os 34 melhores e as 17 melhores surfistas do Mundo, mais um wildcard (Jesse Mendes) e ainda os vencedores dos Trials.

 

Quem são os campeões em título? John John Florence e Tyler Wright.

 

Rookies? No Tour masculino há sete rookies: os australianos Ethan Ewing e Connor O'Leary, o francês Joan Duru, o italiano Leo Fioravanti, o havaiano Zeke Lau, o brasileiro Ian Gouveia e o português Frederico Morais.

 

Locais de Saquarema no Tour? Nenhum.

 

Quem está em altas? John John Florence, Jordy Smith, Caio Ibelli, Stephanie Gilmore e Courtney Conlogue.

 

Quem precisa de um resultado? Os favoritíssimos Gabriel Medina e Carissa Moore precisam de colocar um resultado alto, pois estão a ver a concorrência a fugir. Os veteranos Kelly Slater e Mick Fanning também estão a precisar de pontos, pois não tiveram o melhor começo de ano. Tal como Josh Kerr, que ainda não passou qualquer ronda em 2017.

 

Apostas seguras? John John Florence, Gabriel Medina, Filipe Toledo, Tyler Wright.

 

Quem pode surpreender? Ian Gouveia, Jesse Mendes ou Bronte MaCaulay.

 

Darkhorse? Wiggolly Dantas, Matt Wilkinson ou Silvana Lima.

 

Lesões (conhecidas)? Italo Ferreira lesionou-se logo após a primeira etapa e vai falhar a terceira prova consecutiva, sendo novamente substituído pelo norte-americano e primeiro suplente do Tour Nat Young. Nas mulher Bianca Buitendag irá substituir a lesionada Malia Manuel.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS