John John Florence vence de forma esmagadora em Margaret River

JJF Margaret

John levou os seus carves de frontside para um nível nunca antes visto. Foto: WSL

 

Esmagador! Poucas vezes se viu um triunfo tão arrasador como o conseguido por John John Florence em Margaret River, durante este fim-de-semana. O campeão mundial parecia estar a praticar um desporto à parte, distribuindo combinações por quem se atravessou à frente dele. Uma prestação intocável, que o colocou na liderança do World Tour.

 

John John salvou um evento que parecia condenado à crítica. Para a história ficam ainda os carves impressionantes feitos pelo havaiano no Main Break de Margies. Poucos se recordarão que Kolohe Andino foi o finalista vencido, depois de um belo campeonato, e que Filipe Toledo parece ter perdido o "medo" do mar grande. Para memória futura fica uma performance só ao alcance de predestinados.

 

Os números comprovam um domínio absoluto de Florence. Conseguiu os melhores scores de todas as fases em que entrou, exceto na ronda inaugural e nos quartos-de-final, onde amealhou 18,04 pontos. Na 3.ª ronda, 4.ª ronda, meias-finais e final, John superou a barreira dos 19 pontos. Ou seja, conseguiu os quatro melhores scores do evento e igualmente os melhores da temporada até ao momento.

 

No dia final, John John começou por "sovar" Michel Bourez, dando depois combinação a Jack Freestone na meia-final. Já no heat de todas as decisões, ainda Kolohe mal tinha caído na realidade e já o campeão mundial tinha feito um 9.63. Terminou com um score de 19,03 e mais uma combinação – Michel Bourez e Conner Coffin na 4.ª ronda e Jacob Willcox foram as outras vítimas de atropelamento de JJF.

 

Faltam adjetivos para descrever melhor a performance absurda de John John, por isso decidimos usar números. Nos seis heats realizados, Florence conseguiu uma média de 18,07 pontos. Na "era WSL" apenas um vencedor de evento conseguiu uma média superior: Kelly Slater no ano passado em Teahupoo, com 18,29 pontos de média nos sete heats disputados. Mas aí estamos a falar de uma onda tubular e perfeita – muito diferente da beleza imperfeita de Margaret River - e de... outro extraterrestre.

 

Após triunfar categoricamente na segunda etapa do ano, John John assegurou já a liderança do circuito, com 1.300 pontos de avanço de Owen Wright, que no dia final do Drug Aware Pro vacilou frente a Freestone, e ainda 4.500 de avanço para Kolohe. Resta saber se o prodígio havaiano vai conseguir impor este domínio nas outras ondas. A começar já esta semana em Bells Beach.

 

Mas falta ainda falar do triunfo de Sally Fitzgibbons na prova feminina, ela que eliminou Stephanie Gilmore nas meias-finais e bateu a campeã mundial Tyler Wright na final. Um grande regresso de Sally à melhor forma, fazendo o WWT recuar uns anos no tempo. Não em termos de qualidade, mas na luta que está a protagonizar com a compatriota e seis vezes campeã mundial Stephanie Gilmore. Ambas estão, por agora, empatadas na liderança do ranking.

 

 

Drug Aware Margaret River Pro Men’s Final Results:
1 -
John John Florence (HAW) 19.03
2 - Kolohe Andino (USA) 13.60

Drug Aware Margaret River Pro Men’s Semifinal Results:
SF 1:
John John Florence (HAW) 19.27 def. Jack Freestone (AUS) 10.57
SF 2: Kolohe Andino (USA) 15.63 def. Filipe Toledo (BRA) 15.00

Drug Aware Margaret River Pro Men’s Quarterfinal Results:
QF 1:
Jack Freestone (AUS) 10.50 def. Owen Wright (AUS) 5.50
QF 2: John John Florence (HAW) 18.04 def. Michel Bourez (PYF) 15.77
QF 3: Filipe Toledo (BRA) 12.83 def. Adriano de Souza (BRA) 10.33
QF 4: Kolohe Andino (USA) 18.77 def. Jordy Smith (ZAF) 16.86

2017 WSL Men’s Jeep Leaderboard (After Drug Aware Margaret River Pro):
1 -
John John Florence (HAW) 16,500 pts
2 - Owen Wright (AUS) 15,200 pts
3 - Kolohe Andino (USA) 12,000 pts
4 - Jordy Smith (ZAF) 9,200 pts
4 - Adriano de Souza (BRA) 9,200 pts



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS