Ação na Gold Coast arrancou no feminino. Mas em condições aborrecidas...

40422200 max

Courtney Conlogue explica como se pode tirar o máximo de uma "ondinha" em Snapper. Foto: WSL

 

Foi dado o tiro de partida, esta madrugada de quarta-feira, para a temporada de 2017 do World Tour da WSL. O arranque da Gold Coast deu-se no feminino e não se pode dizer que tenha deixado os fãs de surf muito animados para aquilo que se espera um ano de grande qualidade.

 

Face às condições fracas que Snapper Rocks apresentou ontem, é caso para dizer que escolher colocar as mulheres na água naquele cenário foi quase uma afronta para as feministas – a WSL que reze para que estas não sejam adeptas de surf. O tiro saiu ao lado para a organização do evento e a prova disso foi o facto de nem sequer ter sido terminado a primeira ronda do Roxy Pro Gold Coast.

 

Depois de um primeiro call pela manhã, a competição arrancaria já ao início da tarde australiana. Apesar de as atletas não se queixarem e de, como é habitual, a WSL aflorar os seus textos com relatos de grandes manobras, a verdade é que se as ondas não serviam para os homens competir, logicamente também não iriam permitir às mulheres elevar o nível. Ficámos assim pelo q.b. neste primeiro dia de ação, depois do lay day no primeiro dia de espera.

 

Quanto à ação propriamente dita, Sally Fitzgibons começou por provar que está de regresso à melhor forma, depois de um 2016 "horribilis", vencendo o primeiro heat do ano, depois de bater as sempre perigosas Keely Andrew e Johanne Defay. Seguiu-se o triunfo de Tatiana Weston-Webb no heat 2 e, logo de seguida, a primeira grande surpresa do campeonato, com Nikki van Dijk a alcançar o melhor score do dia, com 15,16 pontos, e a atirar a campeã mundial Tyler Wright para a repescagem, tal como a wildcard local Alyssa Lock.

 

A prova prosseguiu e as top seeds regressaram aos triunfos. Primeiro por intermédio de Courtney Conlogue, que venceu a quarta bateria sem grandes dificuldades. Depois foi a vez de Carissa Moore também conseguir passaporte direto para a 3.ª ronda. Contudo, os obstáculos da tricampeã mundial havaiana foram superiores, uma vez que neste heat apareceram algumas alforrecas e tanto Carissa como Laura Enever, que abandonou o heat mais cedo, sentiram isso na pele.

 

A prova foi então interrompida, não se realizando já o sexto e último heat da ronda, onde iria entrar em ação a seis vezes campeã mundial Stephanie Gilmore, numa bateria muito aguardada onde teria pela frente Malia Manuel e Lakey Peterson. Embora a WSL mencione o assunto levemente no resumo diário que faz, a verdade é que foram as ditas alforrecas a terminar – ou a salvar, dependendo do ponto de vista – a ação.

 

Com as condições a melhorarem para os próximos dias é provável que os homens entrem esta quinta-feira na água - noite portuguesa. Se surgirem mais alforrecas, não se admirem que seja feitiço de feministas contra a WSL...

 

Roxy Pro Gold Coast Round 1 Results:
Heat 1: Sally Fitzgibbons (AUS) 14.80, Keely Andrew (AUS) 13.33, Johanne Defay (FRA) 10.57 
Heat 2: Tatiana Weston-Webb (AUS) 13.43, Sage Erickson (USA) 9.70, Bronte Macaulay (AUS) 7.93
Heat 3: Nikki Van Dijk (AUS) 15.16, Tyler Wright (AUS) 12.30, Alyssa Lock (AUS) 9.94
Heat 4: Courtney Conlogue (USA) 12.90, Pauline Ado (FRA) 12.23, Silvana Lima (BRA) 12.17
Heat 5: Carissa Moore (HAW) 11.10, Coco Ho (HAW) 5.67,  Laura Enever (AUS) 2.43

Roxy Pro Gold Coast Remaining Round 1 Match-Ups:
Heat 6: Stephanie Gilmore (AUS), Malia Manuel (HAW), Lakey Peterson (USA)

Quiksilver Pro Gold Coast Round 1 Match-Ups:
Heat 1: Michel Bourez (PYF), Conner Coffin (USA), Jadson Andre (BRA)
Heat 2: Matt Wilkinson (AUS), Stuart Kennedy (AUS), Ian Gouveia (BRA)
Heat 3: Kolohe Andino (USA), Kanoa Igarashi (USA), Jack Freestone (AUS)
Heat 4: Gabriel Medina (BRA), Wiggolly Dantas (BRA), Ezekiel Lau (HAW)
Heat 5: Jordy Smith (ZAF), Miguel Pupo (BRA), Nat Young (USA)
Heat 6: John John Florence (HAW), Connor O’Leary (AUS), Mikey Wright (AUS)
Heat 7: Kelly Slater (USA), Mick Fanning (AUS), Jeremy Flores (FRA)
Heat 8: Julian Wilson (AUS), Caio Ibelli (BRA), Leonardo Fioravanti (ITL)
Heat 9: Joel Parkinson (AUS), Italo Ferreira (BRA), Joan Duru (FRA)
Heat 10: Filipe Toledo (BRA), Adrian Buchan (AUS), Frederico Morais (PRT)
Heat 11: Adriano de Souza (BRA), Josh Kerr (AUS), Bede Durbidge (AUS)
Heat 12: Sebastian Zietz (HAW), Owen Wright (AUS), Ethan Ewing (AUS)



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS