Frederico Morais prepara a estreia em 2017 no QS6000 de Newcastle

Kikas copy copy copy copy copy copy copy copy

Newcastle vai ser o primeiro teste de preparação de Kikas para a perna australiana do World Tour. Foto: WSL

 

Arrancou esta madrugada de segunda-feira o primeiro grande campeonato do ano no circuito WQS. A praia de Merewether, em Newcastle, Austrália, recebe durante esta semana um QS6000, onde se encontram vários portugueses em ação. Mas o maior destaque vai mesmo para o facto de este campeonato marcar o arranque da época de Frederico Morais.

 

Este vai ser o primeiro teste competitivo de Kikas em 2017 e que servirá também de preparação para as primeiras etapas do World Tour, a decorrerem na Austrália. Em Newcastle vai ser possível ter uma primeira imagem de como já está o surf de Frederico, tanto a nível técnico como físico, nesta fase da temporada.

 

Contudo, a participação portuguesa não assenta apenas no novo membro da elite do surf mundial. A prova arrancou já com a entrada em cena de quatro portugueses, sendo que apenas Vasco Ribeiro conseguiu avançar na competição, juntando-se a Kikas na 2.ª ronda do evento australiano.

 

O campeão mundial júnior de 2014 foi o primeiro português a entrar em ação – depois de Luís Perloiro, Jácome Correia e Mariana Assis não conseguirem alcançar uma vaga no evento principal através da participação nos trials – e esteve em bom plano, mostrando o seu power, mesmo em ondas pequenas e tipicamente de beach break. Vasco foi batido por Kai Otton, australiano que saiu no ano passado do Tour, mas levou a melhor na disputa pela qualificação frente ao norte-americano Cory Arambide e ao peruano Joaquin del Castillo, terminando o heat com 12,26 pontos.

 

Depois disso, aconteceu uma verdadeira razia na armada lusa. Tomás Fernandes (11,33) ficou no 3.º posto de um heat vencido pelo japonês Hiroto Ohhara e onde o brasileiro Jean da Silva assegurou a outra vaga de qualificação. Miguel Blanco (9,87) ficou no 4.º posto de um heat em que o australiano Jacob Willcox e o norte-americano Taylor Clark seguiram em frente e, por fim, Pedro Henrique (10,60) foi 3.º numa bateria onde o canário Jonathan Gonzalez e o australiano Perth Standlick carimbaram a passagem à 2.ª ronda.

 

Agora, Vasco Ribeiro volta a entrar em ação no heat 5, onde terá pela frente a concorrência do australiano Stu Kennedy, membro da elite mundial, do neozelandês Ricardo Christie, ex-top do WCT, e o japonês Takumi Nakamura, autor do segundo melhor score do dia inaugural: 16,67. Já Frederico está no heat 9 e vai estrear-se nas ondas australiana frente ao taitiano Mihimana Braye, ao japonês Hiroto Arai e ao peruano Juninho Urcia.

 

Em Newcastle estão também a competir quatro surfistas portuguesas, embora a prova feminina ainda não tenha arrancado. Teresa Bonvalot, Carol Henrique e Camilla Kemp entraram diretamente para a 2.ª ronda. Caso avancem para a 3.ª ronda irão encontrar logo aí as principais cabeças-de-série do evento, onde se incluem muitas surfistas do WWT, como Stephanie Gilmore, Sally Fitzgibbons, Malia Manuel, Johanne Defay ou Tatiana Weston-Webb.

 

A prova regressa à água esta noite, prolongando-se pela madrugada portuguesa. Para além da estreia de Kikas em 2017, há ainda a possibilidade de assistir ao regresso de Owen Wright à competição, depois do violento wipeout sofrido em Pipeline em dezembro de 2015, que o deixou fora de combate durante mais de um ano.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS