Novidades no WQS: Santa Cruz sobe a QS3000 e um campeonato em honra de Mandela

Santa Cruz Pro

Ação em Santa Cruz será antecipada para abril e promete atrair ainda mais surfistas internacionais. Foto: WSL

 

À medida que a temporada vai avançando vão surgindo algumas novidades no calendário do WQS para 2017. Alguns eventos vão saindo "à socapa", como o caso do QS3000 chinês previamente apontado para esta altura do ano ou o "não-regressado" campeonato de Trestles, mas outros vão chegando. E há até alterações em alguns dos campeonatos previstos para o nosso país, como é o caso de Santa Cruz.

 

Esta é a mudança que salta mais à vista. O Santa Cruz Pro está agora marcado para abril, tendo um período de espera que vai de 25 a 30 desse mês, ao contrário do ano passado, que se realizou em julho, integrado no festival Ocean Spirit.

 

Mas o que salta mais à vista é mesmo a "promoção" de QS1000 para QS3000, o que certamente atrairá ainda mais surfistas internacionais, sem abdicar dos lugares disponíveis para os jovens nacionais com ranking mais baixo. Ainda assim, destaque pela negativa para o facto de este ano já não existir prova feminina.

 

As outras alterações acontecem em campeonatos menos expressivos, como o surgimento de um QS1000 em Ujung Bocor, sul de Sumatra, na Indonésia, de 15 a 20 de abril. Mas a que chama mais à atenção é mesma a existência de um campeonato na África do Sul em nome de Nelson Mandela, mítico líder daquele povo.

 

O Nelson Mandela Surf Pro ainda não está confirmado, mas deverá acontecer entre 7 e 9 de abril, em Pipe, Pollock Beach, Porth Elizabeth. A prova tem um estatuto de QS1000 e também haverá competição no feminino. Esta é a primeira de uma vasta lista de provas que este ano irão realizar-se nas ondas sul-africanas.

 

Esta deverá ser uma forte aposta no desenvolvimento do surf e dos talentos locais. Olhando com atenção para o calendário podemos perceber que, em princípio, serão realizados 7 eventos masculinos, entre abril e início de julho, altura em que se realiza o Ballito Pro, QS10000 – o primeiro da temporada - que fechará com chave de ouro esta nova e forte "perna" sul-africana.

 

Serão cinco eventos QS1000 (Port Elizabeth, East London, Durban, Western Cape e Cape Town), um QS10000 e ainda um QS3000 em Durban (South African Open of Surfing), que se realiza entre 14 e 18 de junho e antecederá a prova de Ballito. Já no calendário feminino também serão 7 os eventos realizados na África do Sul, precisamente nos mesmos locais, mas todos terão estatuto QS1000.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS