Jovem Finn McGill vence os trials em Pipeline... pequeno; Kikas já conhece adversários

finn mcgill

McGill adaptou-se na perfeição às condições possíveis. Foto: WSL

 

Decorreram na madrugada desta terça-feira o Pipe Invitational, prova que serve de trials para o Billabong Pipe Masters, a última etapa do World Tour 2016, e que apura os dois últimos convidados para o muito aguardado evento principal, que entretanto deverá arrancar esta tarde.

 

O jovem havaiano Finn McGill, de apenas 16 anos, acabou por ser o grande vencedor dos trials, carimbando o passaporte para o evento principal como um dos mais jovens surfistas de sempre a entrar no evento. Outro havaiano, o experiente Gavin Beschen, garantiu a outra vaga, ao ter terminado a final no 2.º posto.

 

Com o mar bem complicado e longe de estar com tamanho aceitável, o que levou alguns surfistas ao desespero, o pequeno McGill acabou por se adaptar bem às condições, conseguindo algumas ondas de destaque ao longo da competição. Nas meias-finais alcançou mesmo a melhor onda do evento, com um 9,50.

 

Com alguns dos principais favoritos, como Jamie O'Brien, Mason Ho, Jack Robinson ou Nathan Florence, a não conseguirem chegar à grande final, Finn McGill acabou por vencer com algum à vontade, depois de somar 13,93 pontos e de deixar toda a concorrência em combinação, uma vez que mais ninguém conseguiu encontrar ondas pontuáveis de forma considerável.

 

Gavin Beschen, de 40 anos, que é o irmãos mais novo do histórico Shane Beschen, acabou por levar a melhor na luta pelo 2.º posto e pela última vaga de acesso ao Pipe Masters, deixando o jovem havaiano Josh Moniz no 3.º posto e o brasileiro Victor Bernardo no 4.º e último posto da final.

 

Dessa forma, já são conhecidas todas as baterias da ronda inaugural do Pipe Masters, sendo que Frederico Morais já teve a certeza de quem vão ser os seus adversários na ronda inaugural. Kikas vai enfrentar Matt Wilkinson, número 4 mundial, e o californiano Nat Young, que está em situação delicada no ranking, na sua estreia em Pipeline. Cenário que já era previsível devido ao seu seeding.

 

Já o campeão mundial John John Florence vai ficar no mesmo heat que Jadson Andre e Gavin Beschen. Bruce Irons enfrenta o vice-líder mundial Gabriel Medina e o rookie norte-americano Kano Igarashi e o jovem Finn McGill vai ter pela frente o número 3 mundial Jordy Smith e o compatriota Keanu Asing.

 

A prova poderá começar esta tarde, com o call a estar previsto para as 17H30, em Portugal Continental. Contudo, as previsões apontam para a descida do mar em relação ao final da tarde de ontem. São esperadas ondas na casa de 1 a 2 metros, nos sets maiores, com a manhã a ser provavelmente a melhor fase do dia.

 

Com Frederico Morais no heat 4, pode ser que tenha sorte com as condições. Caso contrário, só deverá a entrar em cena na sexta-feira, altura em que entra um novo swell com tamanho considerável. Numa altura em que sobram somente mais quatro dias de espera – termina dia 20 - são esperadas ondas na casa dos 3 metros, que poderão fornecer finalmente condições decentes para uma prova deste calibre.

 

Billabong Pipe Masters Round 1 Match-Ups:
Heat 1:
Julian Wilson (AUS), Wiggolly Dantas (BRA), Ryan Callinan (AUS)
Heat 2: Kolohe Andino (USA), Miguel Pupo (BRA), Bede Durbidge (AUS)
Heat 3: Matt Wilkinson (AUS), Nat Young (USA), Frederico Morais (PRT)
Heat 4: Jordy Smith (ZAF), Keanu Asing (HAW), Fin McGill (HAW)
Heat 5: Gabriel Medina (BRA), Kanoa Igarashi (USA), Bruce Irons (HAW)
Heat 6: John John Florence (HAW), Jadson Andre (BRA), Gavin Beschen (HAW)
Heat 7: Adriano de Souza (BRA), Conner Coffin (USA), Alex Ribeiro (BRA)
Heat 8: Joel Parkinson (AUS), Stuart Kennedy (AUS),  Jeremy Flores (FRA)
Heat 9: Filipe Toledo (BRA), Josh Kerr (AUS), Adam Melling (AUS)
Heat 10: Kelly Slater (USA), Caio Ibelli (BRA), Kai Otton (AUS)
Heat 11: Sebastian Zietz (HAW), Italo Ferreira (BRA), Jack Freestone (AUS)
Heat 12: Adrian Buchan (AUS), Michel Bourez (PYF), Davey Cathels (AUS)



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS