Entretanto... Tyler Wright vence em Maui e o Tour despede-se de Bianca Buitendag

wright

Mesmo já com o título mundial garantido, Wright não perdeu a oportunidade de vencer a quinta etapa do ano. Foto: WSL

 

Com a azáfama dos últimos dias, inerente à qualificação de Frederico Morais para o World Tour, o mundo do surf acabou por não prestar a devida atenção à etapa final do circuito mundial feminino. A nova campeã mundial Tyler Wright acabou por fechar o ano em beleza, vencendo o Maui Women's Pro.

 

No dia final Wright começou por bater a havaiana Tatiana Weston-Webb, que apesar da derrota conseguiu terminar o ano num excelente 4.º posto final. Depois disso, a campeã mundial teve de superar a rookie Keely Andrew. Apesar de ter chegado às meias-finais Andrew falhou o top 10 final, valendo-lhe a qualificação pelo WQS.

 

A grande final colocou frente-a-frente as duas últimas campeãs mundiais. Carissa Moore, que venceu a prova no ano passado, vinha de um triunfo nas meias-finais frente a Courtney Conlogue. A havaiana até conseguiu uma onda de 9 pontos no heat decisivo, mas a consistência de Tyler Wright deu frutos e a australiana conseguiu a quinta vitória do ano – venceu metade dos eventos do circuito, o que é impressionante!

 

Despedida de Bianca

 

Contudo, Honolua Bay trouxe uma notícia que só pode deixar tristes os fãs do melhor surf do Mundo: a sul-africana Bianca Buitendag caiu do WWT. Depois de ter sido número 4 mundial no ano passado, a goofy acabou por não conseguir cumprir o requisito para se requalificar, que passava por vencer em Maui.

 

A gigante Buitendag ainda conseguiu chegar aos quartos-de-final, adiando todas as contas para o dia final do evento havaiano. Contudo, teve de enfrentar a número 2 mundial Courtney Conlogue nessa fase do evento. Apesar de Bianca ter tido a melhor onda do heat, foi a norte-americana a levar a melhor, fazendo assim cair por terra as aspirações da surfista africana.

 

Dessa forma, acabou por ser a australiana Laura Enever a fazer a festa. Mesmo depois de ter sido eliminada logo na 2.ª ronda, deixando as decisões nas mãos – neste caso, nos pés... – de Bianca Buitendag, Enever conseguiu manter-se entre a elite mundial feminina pelo sétimo ano consecutivo. Embora desta vez o tenha feito de forma diferente: pelo ranking do WWT e não pelo do WQS, como já vinha sendo habitual.

 

Apesar de a WSL ainda não a ter feito oficial, já é assim conhecida a lista de 17 surfistas que em 2017 irão fazer parte do WWT a tempo inteiro.

 

Top 10 do WWT:

Tyler Wright
Courtney Conlogue
Carissa Moore
Tatiana Weston-Webb
Johanne Defay
Stephanie Gilmore
Malia Manuel
Sally Fitzgibbons
Sage Erickson
Laura Enever

 

Top 6 do WQS:

 

Silvana Lima
Bronte MaCaulay
Nikki van Dijk*
Keely Andrew*
Malia Manuel**
Coco Ho*
Sage Erickson**
Pauline Ado

 

*Conseguem a requalificação pelo WQS.

 

** Fazem dupla qualificação pelos dois rankings, o que abre vaga no ranking do WQS para Pauline Ado.

 

Dessa forma, o WWT despede-se de Bianca Buitendag, Alessa Quizon e da rookie Chelsea Tuach. A brasileira Silvana Lima, a australiana Bronte MaCaulay e a francesa Pauline Ado serão as caras novas em 2017, mas somente MaCaulay que até foi suplente do Tour em 2016, será rookie. Silvana regressa pela terceira vez ao circuito e Ado regressa depois de ter saído em 2014.

 

Há ainda a questão do wildcard disponível, sendo mais que provável que a WSL o entregue à norte-americana Lakey Peterson, que falhou cinco eventos em 2016 devido a lesão. Nenhuma outra surfista que tenha ficado fora de lugares de qualificação falhou qualquer evento durante a temporada. Logo, não parece existir qualquer dúvida em relação ao elenco do WWT 2017.



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS