Vasco Ribeiro eliminado em Sunset Beach e Kikas com menos 4 adversários

hermes sunset

A mítica arena de Sunset ainda está longe de proporcionar as condições a que já nos habituou no passado. Foto: WSL

 

Arrancou esta terça-feira, de forma algo um tanto ou quanto inesperada, a Vans World Cup, última prova do WQS de 2016 que decorre na mítica praia de Sunset, no North Shore de Oahu, no Havai. Com as condições ainda longe daquilo que esta arena já nos habituou, foi realizada já a totalidade da ronda inaugural e ainda dois heats da 2.ª ronda.

 

Em ação esteve já Vasco Ribeiro, que acabou por ser eliminado no primeiro heat do campeonato. Depois de uma prestação consistente em Haleiwa, o jovem surfista da Poça acabou por ser eliminado de primeira em Sunset. Conseguiu somente 7,33 pontos, sendo superado pelo uruguaio Marco Giorgi (10,43) e pelo jovem havaiano Seth Moniz (9,84) O havaiano Jamie O'Brien (8,67) também ficou pelo caminho.

 

Cumpriram-se apenas 18 baterias neste dia inaugural, sendo que Frederico Morais não entrou assim em competição. O atual número 10 do ranking de qualificação está no heat da 2.ª ronda, pelo que irá iniciar a sua decisiva participação rumo à qualificação para o World Tour assim que a ação voltar ao mar. Não é certo que esse cenário aconteça esta quarta-feira, mas resta esperar pela decisão da organização...

 

Contudo, Kikas ficou já a conhecer a totalidade dos adversários na sua estreia em Sunset, onde em 2013 chegou à final do evento. O surfista português já sabia que enfrentava o brasileiro Krystian Kymerson, mas terá também pela frente o jovem sul-africano Michael February e ainda o francês Charly Martin. Apenas os dois primeiros seguem para a 3.ª ronda.

 

O surfista do Guincho está dentro dos lugares de qualificação, mas as contas ainda são muito apertadas. Frederico necessita de avançar algumas rondas em Sunset Beach de forma a amealhar mais pontos para o ranking. Esse cenário poderia ser suficiente para consumar a qualificação para o Tour de 2017, voltando a colocar Portugal entre a elite mundial.

 

A verdade é que esta primeira jornada de competição já lhe retirou alguns adversários do caminho. Antes do início desta última etapa, o 56.º classificado do ranking ainda tinha hipóteses matemáticas de ultrapassar a atual pontuação de Kikas no ranking. Contudo, já ficaram pelo caminho quatro dos seus adversários.

 

O australiano Nathan Hedge e o norte-americano Nathan Yeomans, ambos veteranos, perderam na ronda inaugural e disseram ambos adeus ao sonho da qualificação, embora fossem uma ameaça pouco real. O neozelandês Billy Stairmand ficou pelo caminho na 2.ª ronda e também já está fora. O mesmo aconteceu com o brasileiro Tomas Hermes. Apesar de estar lesionado, o número 11 do ranking, e aquele que mais ameaçava, Kikas foi já eliminado.

 

Ainda assim, são muitos os surfistas que restam na luta. Cerca de três dezenas de adversários colocam pressão na atual situação da esperança portuguesa. A prova pode retomar já esta tarde – call marcado para as 18 horas de Portugal Continental – embora seja expectável que o mar desça. Para sexta-feira é aguardada com ansiedade a chegada de um grande swell, que se prolonga para sábado. Mas será sempre uma decisão complicada para a organização, uma vez que a janela de espera termina já a segunda-feira...



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS