Após vencer em França, Keanu Asing está perto de fazer história... pela negativa

KeanuAsing

Os festejos de Keanu Asing duraram pouco tempo. As lágrimas, essas, podem continuar... Foto: WSL


O ano de 2016 foi imprevisível em termos de contas e o Tour segue para o Havai com a questão da qualificação aberta. Há alguns surfistas que ainda lutam por manter-se entre a elite mundial, mas as contas não serão fáceis. Três vagas ainda parecem em aberto pelo ranking do WCT e são inúmeros os nomes que lutam por elas.

 

Um desses surfistas é Keanu Aing, ele que há bem pouco tempo surpreendeu o mundo do surf com um triunfo no Quiksilver Pro France. Com um poderoso surf de backside nas esquerdas do sudoeste franceses, o havaiano conseguiu eliminar John John Florence nas meias-finais e Gabriel Medina na final.

 

Era o primeiro triunfo de Asing na carreira e a forma como o obtivera transpirava heroísmo. Com esse triunfo, o compacto surfista garantia 10 mil importantes pontos, que o colocavam dentro do top 22, após um arranque de temporada bastante complicado e recheado de resultados negativos.

 

Mas veio Portugal e o havaiano voltou ao seu normal: ser eliminado de primeira. Foi a sétima eliminação da temporada logo na 2.ª ronda. Isto em 10 evento. E aí temos Keanu Asing novamente fora do top 22 mundial e a precisar de, pelo menos, um 13.º lugar - e muita sorte à mistura - para ter a possibilidade de continuar no Tour.

 

Atualmente no 23.º posto do ranking, o poderoso surfista de 23 anos está à beira de fazer história no Tour. Isto porque nunca antes um surfista caiu do Tour depois de ter vencido uma etapa nesse mesmo ano. Isto, claro, excluindo wildcards. Se cair novamente de primeira em Pipe, Keanu Asing sai do WCT mas entra na história do surf mundial. Embora seja pela negativa...

 

Fator K

 

A confirmar a complexidade dos números em 2016 está também a situação de Kanoa Igarashi. O jovem rookie norte-americano está no 24.º posto do ranking, mesmo sem ter perdido de primeira nos primeiros 10 eventos do ano. Caso repita a façanha no Pipe Masters, torna-se no primeiro rookie a terminar uma temporada sem uma derrota de primeira.

 

O grande problema de Kanoa é que, com exceção do 9.º lugar na etapa inaugural, nunca conseguiu passar da 3.ª ronda. Essa situação deixa-o à beira de cair do Tour - precisa de, pelo menos, um 9.º lugar no Havai. Caso isso aconteça, será também o primeiro surfista a sair do Tour sem qualquer eliminação na 2.ª ronda de um campeonato.

 

Apenas o campeão John John Florence e o número 2 Gabriel Medina conseguiram chegar até esta fase da época sem eliminações na 2.ª ronda. Algo que demonstra bem o feito do jovem Kanoa Igarashi. Mas isso pode valer-lhe de pouco no final do ano. Tal como o triunfo em França a Keanu Asing.

 

Que Tour estranho, este... Ou será apenas final da cada vez maior competitividade dentro da elite mundial?



BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

FOTOGALERIAS